Clique e assine a partir de 8,90/mês

Carro-bomba explode na Somália durante visita de ministros do Quênia

Por Abdiwahab Haji - 18 out 2011, 17h25

Um carro-bomba explodiu em Mogadíscio nesta terça-feira, perto do local onde estavam dois ministros do Quênia, depois que rebeldes shebab prometeram a Nairóbi uma retaliação por sua incursão militar inédita.

Dois dias depois de declararem guerra aos rebeldes islamitas da Somália, acusados de uma série de sequestros, as forças do Quênia avançaram em uma cidade estratégica tomada pelos rebeldes no sul somali. A ação de Nairóbi levou à reação do Shebab, aliado da Al-Qaeda, que ameaçou o Quênia com represálias “em todas as frentes”.

Um suicida explodiu um carro em Mogadíscio, perto do Ministério das Relações Exteriores, onde o ministro da Defesa do Quênia, Yusuf Haji, e o chanceler Moses Wetangula reuniam-se com oficiais do governo de transição somali, apoiado pelo Ocidente.

“Foi um trabalho do Shebab, e todas as vítimas eram civis”, informou o porta-voz da polícia Abdulahi Hassan Barise. Cinco civis morreram na explosão, além do suicida, e outros nove ficaram feridos, segundo testemunhas e fontes hospitalares.

Continua após a publicidade
Publicidade