Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Câncer de rei Charles foi diagnosticado precocemente, diz premiê britânico

Rishi Sunak afirma que mantém contato regular com o monarca, que planeja continuar com seu trabalho privado durante o tratamento

Por Da Redação
Atualizado em 7 Maio 2024, 17h30 - Publicado em 6 fev 2024, 08h42

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, afirmou nesta terça-feira, 6, que o diagnóstico de câncer do rei Charles III foi detectado precocemente e que todo o país espera que o monarca de 75 anos possa se recuperar totalmente.

“Todos os nossos pensamentos estão com ele e sua família. Felizmente, isso foi descoberto cedo”, disse Sunak à rádio BBC.

O Palácio de Buckingham revelou na segunda-feira 5 que Charles, no trono há menos de 18 meses desde a morte de sua mãe, a rainha Elizabeth II, sofre de “uma forma de câncer”, sem especificar qual, mas enfatizando que não era de próstata – o rei foi internado no hospital no mês passado para tratar um quadro de próstata aumentada.

“Vamos seguir com tudo”

O monarca indicou que vai adiar seus compromissos públicos para cuidar da saúde. Segundo o palácio, porém, Charles permanece “totalmente positivo” e ansioso para retornar à ativa o mais rápido possível. Durante o tratamento do câncer, ele planeja continuar com grande parte de seu trabalho privado como monarca, incluindo sua audiência semanal com o primeiro-ministro e chancelar os documentos do Estado.

Sunak, que disse ter ficado “chocado e triste” com a notícia, reiterou que mantém contato regular com o rei. “É claro que isso continuará normalmente, e vamos seguir com tudo”, afirmou o premiê.

Continua após a publicidade

O filho mais novo de Charles, o príncipe Harry, deve chegar em breve ao Reino Unido para visitar o pai. Ele vive com sua esposa, Meghan Markle, e seus dois filhos na Califórnia desde que, em 2020, abandonou as obrigações reais. Espera-se que seu irmão mais velho, o príncipe herdeiro William, substitua Charles temporariamente e cumpra alguns dos deveres do monarca.

O diagnóstico

Charles passou a noite em sua residência, Clarence House, perto do Palácio de Buckingham, na segunda-feira, depois de iniciar uma série de tratamentos ambulatoriais. O câncer foi descoberto durante sua hospitalização no mês passado, quando foi submetido a um procedimento corretivo para um aumento da próstata – uma condição benigna.

A família real geralmente mantém assuntos médicos em sigilo, mas o palácio disse que Charles optou revelar o diagnóstico de câncer porque ele financia uma série de instituições de caridade relacionadas à doença.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.