Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Canadá fecha embaixada em Damasco e retira todos os funcionários

Por Da Redação 5 mar 2012, 11h13

Damasco, 5 mar (EFE).- O Canadá fechou sua embaixada em Damasco e retirou todos os seus funcionários do país, depois que outros Estados ocidentais adotaram medidas similares, informaram nesta segunda-feira à Agência Efe fontes da diplomacia que pediram anonimato.

As fontes, que não detalharam o motivo do fechamento nem a data exata do mesmo, explicaram que o embaixador canadense Glenn V. Davidson e os demais funcionários da legação diplomática já deixaram o país após a decisão ser comunicada às autoridades locais.

Em comunicado divulgado em seu site, a embaixada aponta que ‘houve instabilidade e violência na Síria em várias ocasiões desde sua independência, mas os distúrbios que começaram em março de 2011 são especialmente sérios’.

A nota acrescenta que ‘o governo do Canadá está muito preocupado pela violência contínua na Síria e o uso excessivo da força contra os manifestantes pacíficos’.

A embaixada lembra ainda que o Canadá suspendeu iniciativas de cooperação bilateral com a Síria e impôs um embargo a alguns setores comerciais e sanções a membros do Executivo.

O fechamento ocorre depois que outros países interromperam o funcionamento de suas embaixadas por motivos de segurança, entre eles o Reino Unido e os Estados Unidos. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade