Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Câmera de segurança mostra ‘El Chapo’ ‘desaparecendo’ em sua cela

As autoridades mexicanas informaram que 22 dos 34 funcionários da prisão de segurança máxima foram detidos por suspeita de envolvimento na fuga do narcotraficante

As autoridades mexicanas que investigam a fuga do traficante Joaquín “El Chapo” Guzmán informaram nesta quarta-feira que prenderam 22 funcionários da prisão de segurança máxima em que o fugitivo cumpria sua pena. Há suspeitas de que os funcionários tenham colaborado com a saída do criminoso mediante ameaças ou ofertas de dinheiro. Em outro desdobramento do caso, na noite desta terça, as autoridades exibiram um vídeo [confira abaixo] da fuga de Guzmán, gravado por uma das câmeras de segurança da prisão.

Ao término do terceiro dia de intensas buscas por Guzmán, líder do cartel de Sinaloa, o procurador-geral decidiu liberar doze dos 34 funcionários do presídio de El Altiplano que estavam sendo interrogados desde o dia da fuga, neste sábado. Os outros 22 tiveram “sua situação jurídica alterada para ‘detidos’, o que significa que o Ministério Público presume algum envolvimento” na fuga, informou uma fonte da procuradoria-geral. Agora, as autoridades têm 96 horas para continuar investigando os funcionários e determinar se eles serão acusados ou libertados.

Leia também

México dará recompensa de R$ 12 mi por informação que leve à captura de ‘El Chapo’

‘El Chapo’ escapou por um túnel de 1,5 Km

Maior traficante do México foge da prisão pela 2ª vez

Vídeo – As imagens da câmera que monitorava a cela de Guzmán mostram-no dando várias voltas em sua pequena cela olhando para o chão do chuveiro, um ponto ao qual a câmera não tem acesso devido a um pequeno tapume. Em seguida, o narcotraficante se senta na cama para trocar os sapatos e caminha até o chuveiro, se agacha e desaparece por um buraco que as imagens não revelam.

Guzmán fugiu pela abertura, que tinha ligação com um duto vertical de aproximadamente 10 metros de profundidade com uma escada, que dava acesso a um túnel de 1,5 km ventilado e iluminado, que incluía uma motocicleta adaptada sobre trilhos para transportar as ferramentas e máquinas necessárias para a escavação. O vídeo foi exibido pelo comissário nacional de segurança, Monte Alejandro Rubido, que destacou que a cela de Guzmán tinha dois “pontos cegos para respeitar a privacidade do detento nas áreas sanitária e de banho”. Rubido disse que o tapume do chuveiro impediu que os supervisores das câmeras detectassem a fuga.

O México oferece na véspera uma recompensa de 3,8 milhões de dólares (cerca de 12 milhões de reais) por informações que levem à captura de Guzmán. Os Estados Unidos ofereceram ajuda para recapturar “El Chapo” rapidamente. Ele é considerado o narcotraficante mais poderoso do mundo. Esta é a segunda fuga de Guzmán de uma prisão de segurança máxima. A primeira ocorreu em 2001, quando saiu escondido em um carrinho de lavanderia. Depois de fortalecer seu império criminoso e liderar sangrentas batalhas contra seus inimigos durante os treze nos que viveu na clandestinidade, “El Chapo” foi detido em fevereiro de 2014.

Vídeo: “El Chapo” desaparece em sua cela

(Da redação)