Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Bomba em mesquita mata governador de província afegã

Arsallah Jamal era próximo do presidente Karzai e morreu quando discursava

Por Da Redação - 15 out 2013, 05h30

Uma bomba que explodiu em uma mesquita matou nesta terça-feira o governador da província de Logar, no Afeganistão, enquanto ele discursava em função do feriado muçulmano de Eid al Adha, disseram autoridades.

Leia também:

Consulado dos EUA no Afeganistão sofre ataque do Talibã

Além de matar o governador Arsallah Jamal, a explosão na principal mesquita da capital da província deixou 15 feridos. Segundo o porta-voz do governador, Din Mohammad Darwesh, cinco delas estão feridas gravemente. “O governador Arsala Jamal morreu quando fazia um discurso após a oração de Eid al-Adha, A bomba estava escondida no microfone”, disse.

Publicidade

Ninguém reivindicou imediatamente a responsabilidade pelo ataque, mas o Talibã tem sido alvo constante de autoridades afegãs, tropas militares e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) como parte de sua campanha para retomar o território à medida que as tropas internacionais se preparam para sair do país definitivamente no final de 2014.

Com 47 anos, Arsallah Jamal foi um confidente próximo do presidente Hamid Karzai e serviu como seu gerente de campanha durante as eleições presidenciais de 2009. Ele também atuou como governador da província de Khost, antes de ser nomeado para a atual função em abril deste ano.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade