Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Berlusconi pediu telefone de Naomi Campbell

Segundo Sarah Brown, mulher do ex-primeiro-ministro do Reino Unido Gordon Brown, pedido ocorreu durante um jantar entre chefes de Estado

Por Da Redação 19 fev 2011, 16h04

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, pediu o telefone da modelo Naomi Campbell durante um jantar entre líderes mundiais e diversas personalidades que aconteceu em Londres. Foi o que revelou Sarah Brown, mulher do ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, em entrevista ao jornal The Daily Mail. No início de março, ela pulblicará o livro Behind The Black Door, uma obra com memórias e bastidores do que viveu na residência oficial do chefe do governo britânico.

Durante a entrevista, Sarah diz ter ficado chocada quando viu Berlusconi pedir o telefone à Naomi. Ele está mergulhado em um processo judicial por suposta incitação à prostituição de menores e concussão (abuso de poder) em relação ao caso Ruby. Sarah não especifica, mas pelos detalhes que discorre parece evidente que o pedido aconteceu durante o jantar que o casal ofereceu aos líderes que participaram da cúpula do G20 realizada em Londres, em abril de 2009.

Os Brown convidaram para esse jantar personalidades britânicas como Naomi Campbell, a escritora JK Rowling e a jornalista e comentarista cultural Emma Freud. Foi com as duas últimas, relata, que ficou rindo do que acabara de ocorrer na cozinha da residência oficial.

Este foi um dos “momentos surrealistas” que viveu entre 2007 e 2010, o período em que seu marido foi primeiro-ministro. O curioso também desta fase foi quando se deu conta de que não poderia mais fazer compras pela internet, pois as empresas passaram a achar que se tratava de um trote.

Sarah Brown teve a oportunidade de conhecer muitas celebridades, sendo a cantora americana Barbra Streisand a que mais a impressionou, além do ator George Clooney, que chamou sua atenção por ser um grande “relações públicas” com muito carisma. Além disso, revela uma lembrança do dia em que conheceu Michelle Obama durante uma visita da primeira-dama dos EUA à Londres. Michelle brincou: “finalmente uma pessoa com a altura normal”.

Entre os momentos constrangedores lembra de quando recebeu o presidente afegão, Hamid Karzai, enquanto seu filho mais novo, Fraser, brincava com Lego e disse que os bonequinhos pareciam afegãos. “Qual foi a resposta de Fraser? Começou uma luta entre os bonecos além de gritar: ‘mata, mata, mata….morto'”, explica. Em um tema mais pessoal e emocional, fala da morte de Jennifer, a primeira filha do casal, que faleceu com apenas 10 dias de vida, e afirma que ela e seu marido continuam sentindo sua presença e visitando seu túmulo.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade