Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barco de imigrantes africanos chega a Lampedusa com cinco mortos

Cinco pessoas foram encontradas mortas em uma embarcação de imigrantes ilegais próximo da costa de Lampedusa, na Itália, informou neste sábado a Guarda Costeira, que realiza as operações de resgate nesta região.

“A embarcação transportava cerca de 60 pessoas, aparentemente originárias da África Subsaariana. Entre elas, encontramos cinco mortos”, disse à AFP o tenente Giuseppe Cannarile, da Guarda Costeira de Lampedusa.

“Alguns dos imigrantes estão em estado grave e há duas mulheres grávidas”, relatou.

“A Guarda Costeira recebeu um chamado de emergência na madrugada, a partir de um telefone via satélite, quando o barco estava a 80 milhas de Lampedusa. As primeiras equipes saíram imediatamente”, explicou o marinheiro.

Segundo a agência de notícias italiana Ansa, 52 outras pessoas estavam no barco, que ficou à deriva depois de um problema no motor.

Todos os passageiros foram retirados. Um deles, em estado grave, foi transportado de helicóptero para o navio militar Bettica.

Na sexta-feira, outra embarcação chegou ao porto de Lampedusa com 54 imigrantes -entre eles quatro crianças- que diziam vir da Líbia.

Em 2011, mais de 48 mil tunisianos e imigrantes da África Subsaariana, fugidos da guerra na Líbia, chegaram ao sul da Itália, depois de pagarem muito dinheiro para embarcarem nestes barcos precários.

A maioria das embarcações chegou a Lampedusa, uma pequena ilha de 20 km² situada a menos de 100 km da costa do norte africano.