Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Avião chinês com ajuda médica para a Venezuela pousa em Caracas

Carga enviada pelo país asiático possui 71 toneladas de remédios e materiais cirúrgicos

Um avião chinês com 71 toneladas de remédios e de materiais cirúrgicos pousou, nesta segunda-feira 13, no aeroporto de Maiquetía, nos arredores de Caracas, capital da Venezuela.

Os produtos foram enviados para ajudar a amenizar a crise enfrentada pelo país e fazem parte de um acordo bilateral de cooperação técnica humanitária entre China e o país sul-americano.

O ministro da Saúde da Venezuela, Carlos Alvarado, explicou que entre os materiais há remédios para melhorar o atendimento às mães, assim como para um programa de saúde respiratória.

“A carga consiste em mais de 1,5 milhão de unidades de remédio e 450 mil pares de insumos médico-cirúrgicos. Com essa segunda carga, mais as que já recebemos da Rússia e da Cruz Vermelha, estamos elevando para 166 toneladas o que recebemos de materiais para a saúde, que vão ser distribuídos através do Sistema Pública Nacional”, disse o ministro.

Segundo Alvarado, nos próximos seis meses o país receberá mais 104 milhões de dólares em medicamentos e outros materiais médicos. O governo da Venezuela também deve comprar remédios da China.

O objetivo da ajuda e das aquisições é, conforme o ministro, “contribuir para diminuir o impacto do bloqueio criminoso cometido pelo império americano”.

O embaixador da China em Caracas, Baorong Li, ressaltou o profundo compromisso do governo do país em consolidar alianças que permitam a estabilidade dos venezuelanos.

“A China sempre fará o possível para continuar apoiando o povo venezuelano para preservar a paz, a estabilidade e o desenvolvimento desta terra de Simón Bolívar e Hugo Chávez”, disse o diplomata.