Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Avião ambulância com 8 pessoas a bordo desaparece no Chile

Por Da Redação 22 mar 2012, 14h26

(Atualiza o número de ocupantes do avião e novos dados).

Santiago do Chile, 22 mar (EFE).- Um avião ambulância que seguia para Santiago do Chile a partir da cidade sulina de Punta Arenas com oito pessoas a bordo perdeu contato com as torres de controle e está desaparecido desde às 00h58 desta quinta-feira.

‘A aeronave, um Beechcraft BE 300, matrícula CC-AEB, operada pela empresa aérea Inaer Helicopter Chile S.A., está desaparecida’, assinalou em comunicado a Direção-Geral de Aeronáutica Civil (DGAC).

O avião, no qual viajavam seis passageiros, além do piloto e do copiloto, fazia remoção de pacientes e havia decolado às 23h17 de quarta-feira de Punta Arenas com destino a Santiago, a 2,4 mil quilômetros de distância.

Às 0h58, aproximadamente a 20 quilômetros ao nordeste da localidade de Puerto Aguirre, na região de Aysén, a 1,7 mil quilômetros da capital, ‘o piloto declarou emergência e perdemos o contato pelo radar com a aeronave’, revelou o DGAC.

O ministro chileno de Defesa, Andrés Allamand, disse aos jornalistas que o avião ‘caiu bruscamente desde os 28 mil pés, desaparecendo do radar aproximadamente aos 7 mil pés’ nas proximidades de um vulcão.

Continua após a publicidade

Allamand disse que quatro aviões da Força Aérea do Chile (FACH) já começaram os operativos de busca e estão sobrevoando o setor onde o rastro da aeronave foi perdido.

O ministro disse que as condições meteorológicas no sul do país são ótimas para os trabalhos de busca, embora o setor onde o avião ambulância desapareceu seja ‘de difícil acesso e muito desabitado’.

‘É uma área complexa e rochosa, e não tem acesso por terra, por isso que tudo tem que ser por via aérea e marítima’, disse o general da FACH Carlos Bertens.

Por este motivo, também participa das operações um helicóptero Black Hawk e quatro lanchas patrulheiras da Marinha.

Bertens revelou a identidade dos oito ocupantes do avião. Trata-se do piloto e do copiloto, um tripulante, a paciente que era transferida a um centro médico, o marido dela, um médico, um enfermeiro e um paramédico.

O acidente aéreo mais recente no Chile aconteceu em 1º de março, quando um pequeno avião caiu na ilha Chiloé, na região dos Lagos, a 1,2 mil quilômetros de Santiago. Todos os oito ocupantes morreram. EFE

gs-frf/dsm

Continua após a publicidade

Publicidade