Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Áustria anuncia confinamento obrigatório a população não vacinada

País registrou mais de 13 000 novos casos de Covid, maior índice desde início da pandemia; Alemanha e Holanda também adotam restrições

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 14 nov 2021, 16h48 - Publicado em 14 nov 2021, 16h39

A Áustria anunciou que a população não vacinada contra a Covid-19 no país terá que se submeter a um “plano de confinamento” obrigatório a partir desta segunda-feira, 15.

Segundo o chanceler Alexander Schallenberg, a medida vale também para pessoas que se recuperaram há pouco tempo da doença e foi tomada como forma de conter a propagação do coronavírus.

No sábado, 13, a Áustria registrou mais de 13 000 novos casos de Covid-19, o maior índice desde o início da pandemia no país que tem 9,8 milhões de habitantes — menos do que a cidade de São Paulo.

Aqueles afetados pela nova regra — valendo para pessoas acima de 12 anos — não poderão sair de casa, exceto para fazer compras, praticar atividade física ou receber atendimento médico.

De acordo com dados oficiais, a Áustria tem índice de vacinação inferior à média europeia, com apenas 65% da população imunizada com as duas doses, contra 67% nos países vizinhos.

Países do mesmo continente chegam a estar bem mais avançados, como é o caso da Espanha (79%) e da França (75%).

As medidas de contenção do governo austríaco também foram adotadas, em diferentes graus, por outros países europeus — que enfrentam o mesmo problema do baixo índice de vacinados e o aumento recente do número de casos.

É o caso da Alemanha, que tem hoje apenas 67,5% da população com o esquema vacinal completo. A previsão é que, em alguns estados, restrições mais severas comecem a valer nesta segunda para não imunizados, como proibição de entrar em bares e restaurantes.

Na Holanda, o governo determinou um lockdown parcial a partir do sábado e que deve durar três semanas. Restaurantes e lojas deverão fechar cedo e eventos com presença de público estão proibidos.

Continua após a publicidade

Publicidade