Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Austrália alerta que Estado Islâmico quer estabelecer califado na Indonésia

Recentemente, nove jihadistas foram presos na Ilha de Java por planejar ataques terroristas durante as celebrações de final de ano

O grupo terrorista Estado Islâmico quer aumentar sua influência na Indonésia, onde pretende estabelecer um califado, alertou o governo australiano após a detenção pela polícia indonésia de supostos jihadistas que estariam planejando atentados no país asiático durante as celebrações de fim de ano.

O procurador-geral da Austrália, George Brandis, advertiu que o grupo tem o objetivo de estabelecer na Indonésia um “califado distante”, após reunir-se nessa segunda-feira em Jacarta com representantes do governo e das forças de segurança indonésias. De acordo com o procurador-geral, as autoridades indonésias “não têm dúvidas” sobre as intenções do Estado Islâmico no país.

Leia mais:

Estado Islâmico perdeu 14% de seu território este ano, diz instituto britânico

ONU aprova resolução para cortar financiamento do Estado Islâmico

Estado Islâmico ameaça tesouros arqueológicos na Líbia

“A organização ambiciona ampliar a sua presença e o nível de atividade na Indonésia, diretamente ou por meio de substitutos”, disse Brandis em entrevista publicada hoje pelo The Australian. As declarações de Brandis foram feitas depois de uma operação antiterrorista executada com base em informação facilitada pelos Estados Unidos, pela Austrália e por Cingapura, segundo a polícia indonésia.

O porta-voz da polícia, Anton Charliyan, disse ontem à noite que os nove detidos em operações feitas no último fim de semana na Ilha de Java planejavam ataques contra integrantes do governo, das forças de segurança e da minoria xiita do país durante os últimos dias do ano.

(Com Agência Brasil)