Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atrás de Trump, Jeb Bush volta suas armas contra Hillary Clinton para voltar a crescer

O pré-candidato republicano vai acusar a ex-secretária de Estado dos Estados Unidos de ter responsabilidade pela ascensão do Estado Islâmico (EI) no Iraque

O ex-governador da Flórida Jeb Bush usará um discurso na noite desta terça-feira na Califórnia para apontar a ex-secretária de Estado Hillary Clinton como parte responsável pela ascensão do Estado Islâmico (EI) no Iraque. Atrás do magnata Donald Trump nas pesquisas, Jeb Bush e seus estrategistas miram agora minar a principal pré-candidata democrata para tentar recuperar terreno na corrida republicana.

Em discurso na Biblioteca Presidencial Ronald Reagan, Bush argumentará que a retirada das tropas dos Estados Unidos do Iraque, sob o governo do presidente Barack Obama, abriu caminho para o grupo terrorista avançar pelo Oriente Médio e dar ao Irã espaço para aumentar sua influência na região.

Leia também

Trump lidera em pesquisa realizada depois de debate

No 1º debate, Trump não descarta candidatura própria

Conheça as candidatas republicanas a primeira-dama

“Aquela retirada prematura foi um erro fatal, criando um vácuo que o Estado Islâmico agiu para ocupar – e que o Irã também explorou ao máximo”, afirmará Bush, de acordo com trechos de seu discurso revelados nesta terça. De acordo com o republicano, o Estado Islâmico crescia, enquanto os EUA se retiravam do Oriente Médio “e ignoravam a ameaça”.

Bush retratará em seu discurso a pré-candidata democrata como uma líder inconstante, que negligenciou o Iraque durante seu período como secretária de Estado, revertendo vitórias duras dos americanos e das forças aliadas. Lembrará que Hillary viajou muito pelo mundo, mas parou apenas uma vez no Iraque. O pré-candidato republicano deve ainda prometer reconstruir as Forças Armadas dos EUA, após anos de cortes orçamentários impostos por republicanos e democratas no Congresso.

(Da redação)