Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Atirador mata sete em templo sikh dos EUA

Por Da Redação 5 ago 2012, 18h18

Ao menos sete pessoas morreram no ataque de um homem armado a um templo sikh do Wisconsin neste domingo, informou a polícia americana.

O chefe da polícia de Greenfield, Brad Wentlandt, descartou a presença de um segundo atirador no interior do templo, como afirmava a imprensa. “Até o momento, não detectamos outro agressor”, disse, assinalando que os agentes tentavam controlar o local do crime, contabilizar as vítimas e entrar em contato com testemunhas.

Quatro pessoas foram mortas no templo, e outras três, fora do prédio. Antes, Wentlandt havia dito que um suspeito havia sido abatido fora do templo após atirar contra um policial: “Um oficial chegou ao local, enfrentou o agressor, levou vários tiros, respondeu e liquidou o atirador”, disse Wentlandt, acrescentando que o policial foi internado.

Três adultos em estado crítico também estavam sendo atendidos no Hospital Froedtert, segundo um porta-voz. “Soubemos que a situação ainda não está sob controle, de modo que estamos preparados para mais vítimas”, disse o médico-chefe, Lee Biblo, à rede de TV CNN.

Forças de segurança estavam no local do ataque, entre elas membros do FBI. O diretor do templo, Satwant Kaleka, foi ferido e internado, segundo o “The Milwaukee Journal Sentinel”, que cita entre 20 e 30 vítimas no total.

Os Estados Unidos foram abalados recentemente pelo massacre em um cinema de Aurora (Colorado), onde um jovem de 24 anos, James Holmes, atirou contra a multidão, deixando 12 mortos e 58 feridos, no dia 20 de julho, estreia do mais recente filme da série “Batman”.

Continua após a publicidade

Publicidade