Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atirador do Arizona é considerado incapaz para ser julgado

Jared Lee Loughne será enviado a instituição federal para recuperar sanidade

Um juiz dos Estados Unidos determinou, nesta quarta-feira, que o jovem acusado de ser o responsável por um tiroteio em Tucson, no Arizona, em janeiro, é mentalmente incapaz para ser julgado. Na ocasião, seis pessoas morreram. Entre os feridos, está a deputada democrata Gabrielle Giffords, baleada na cabeça.

Jared Lee Loughner, de 21 anos, foi retirado da sala após um ataque e teve de assistir a uma parte dos procedimentos por uma televisão em outra sala. A determinação do juiz Larry Burns significa que o jovem será enviado a uma instituição federal por até quatro meses, numa tentativa de recuperar sua sanidade.

A decisão foi tomada depois de Loughner ter passado cinco semanas, entre março e abril, numa instituição federal em Springfield, no Missouri, onde foi examinado por dois profissionais de saúde mental, indicados pelo tribunal. Os dois tinham de determinar se o rapaz compreende as consequências do caso. O relatório de competência, feito pela psicóloga Christina Pietz e pelo psiquiatra Matthew Carroll, não foi divulgado ao público.

Se, nos próximos meses, ficar provado que o atirador está apto a enfrentar um julgamento, o caso será retomado. Senão, sua permanência na instituição pode ser estendida por tempo indeterminado.

O caso – Loughner declarou-se inocente de 49 acusações decorrentes do tiroteio de 8 de janeiro durante um evento no qual Giffords e outras 12 pessoas ficaram feridas e seis morreram. Entre as vítimas fatais, uma menina de nove anos e um juiz federal.

(Com Agência Estado)