Clique e assine com até 92% de desconto

Atentados terroristas contra sunitas matam 49 no Iraque

Ataque acontece dois dias após dezenas de xiitas morrerem em explosões

Por Da Redação 17 Maio 2013, 16h33

Pelo menos 49 pessoas morreram e 57 ficaram feridas nesta sexta-feira no Iraque, em vários ataques contra sunitas, segundo fontes médicas e dos serviços de segurança. Os atentados ocorrem dois dias após uma série de ataques que mataram dezenas de xiitas, em um contexto de crise política e tensões entre a minoria sunita e a maioria xiita.

Uma primeira bomba explodiu perto da mesquita de Saria no momento em que os fiéis deixavam o local após as orações de sexta-feira. Uma segunda bomba explodiu no mesmo local, matando os que se aproximaram para vez os estragos do primeiro ataque. Em Madain, ao sul da capital, uma bomba explodiu durante o velório de um sunita: oito pessoas morreram e 25 ficaram feridas.

Leia também:

Leia também: Abril é mês mais sangrento no Iraque desde 2008, diz ONU

A onda de ataques revive o fantasma do ciclo de retaliação durante o auge dos confrontos sectários no Iraque, quando dezenas de milhares de pessoas foram mortas após a invasão dos Estados Unidos em 2003. A cada mês, desde o início do ano, a violência matou mais de 200 pessoas, com um pico de mais de 460, em abril.

Na quinta-feira, um suicida matou 12 pessoas na entrada de uma mesquita xiita em Kirkuk (norte), onde parentes de vítimas da violência recebiam condolências. Em Bagdá, no mesmo dia, três carros-bomba explodiram em bairros predominantemente xiitas, matando 10 pessoas, enquanto outras 21 pessoas foram mortas no dia anterior em uma série de explosões em bairros xiitas da capital.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade