Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atentado em Londres: May chama ataque de ‘doente e depravado’

Agressor atropelou pedestres e esfaqueou um policial nos arredores do Parlamento britânico antes de ser baleado pela polícia. O atentado deixou três mortos

A primeira-ministra britânica Theresa May condenou o atentado nos arredores do Parlamento britânico, em Londres, nesta quarta-feira. Em declaração emitida em frente ao endereço 10 Downing Street, sede e residência oficial do chefe de governo, May descreveu o “assustador” ataque como “doente e depravado”.

Após presidir um comitê de emergência do governo para discutir o atentado, a premiê prestou homenagem às vítimas e seus familiares, e aos policiais e seguranças pela “excepcional bravura para arriscar suas vidas para nos manter seguros”.

May afirmou ainda que qualquer tentativa de derrotar os valores defendidos pelo Parlamento – “democracia, direitos humanos, liberdade e Estado de Direito” – está “condenada ao fracasso”. “Vamos avançar juntos, nunca ceder ao terror e nunca permitir que as vozes do ódio e do mal nos separe”, disse.

No início da tarde desta quarta-feira (11h40 pelo horário de Brasília), um homem, cuja identidade ainda não foi revelada, atropelou pedestres nos arredores da Câmara dos Comuns, desceu do veículo e invadiu o local armado com duas facas. Um policial foi esfaqueado e morreu horas depois, e as forças de segurança balearam e mataram o criminoso.

Outras três pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nos arredores da Ponte de Westminster. Uma das vítimas mortas foi atingida por um ônibus durante a confusão. Entre os feridos estão policiais e estudantes universitários que saíam de uma visita ao Parlamento.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Robson La Luna Di Cola

    Trump tinha razão. Allez Marine Le Pen!

    Curtir

  2. Doente e aceitar esses malucos em sua casa.

    Curtir