Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Atentado contra minoria xiita em Cabul deixa 61 mortos

Ataque reivindicado pelo Estado Islâmico atingiu protesto pacífico realizado pelo grupo étnico hazara na capital afegã; mais de 200 ficaram feridos

Por Da redação Atualizado em 23 jul 2016, 11h02 - Publicado em 23 jul 2016, 10h53

Um atentado contra uma manifestação da minoria xiita hazara na capital afegã Cabul deixou pelo menos 61 mortos e mais de duzentos feridos neste sábado. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque e afirmou, por meio de sua agência de notícias Amaq, que dois homens-bomba “detonaram explosivos em uma aglomeração xiita”.

O atentado na Praça Deh Mazang teve como alvo milhares de xiitas da minoria hazara que protestavam pacificamente contra o projeto de uma nova linha de transmissão de energia que não contemplava a região habitada por eles, na província de Bamiyan, no centro do Afeganistão.

O atentado aconteceu mesmo com o grande policiamento mobilizado para acompanhar a manifestação, que incluía até helicópteros. Uma parte do centro de Cabul também foi fechada para a realização do protesto.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, lamentou o ataque. “Protestos pacíficos são um direito de todo cidadão, mas terroristas oportunistas se infiltraram na multidão e realizaram o ataque, matando e ferindo um grande número de pessoas.”

 

Continua após a publicidade

Publicidade