Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Assassino de soldados franceses pagou para entrar no Exército afegão

O militar afegão que matou quatro instrutores franceses no fim de janeiro foi reintegrado ao Exército afegão, do qual havia desertado, depois de subornar um soldado afegão, informa o site americano McClathy.

Abdul Sabor, 21 anos, já havia subornado uma primeira vez um membro do Exército para virar soldado, explicou durante os interrogatórios após o cime.

O jovem entrou para o Exército afegão em abril de 2011 depois de pagar oito euros a um soldado que falsificou os documentos para entrar nas Forças Armadas.

Após oito meses, Sabor fugiu para a zona tribal de Peshawar, noroeste do Paquistão, um dos redutos dos talibãs e principal santuário da Al-Qaeda.

Ele retornou a Cabul e pagou 12 euros ao mesmo militar para “preparar de novo os documentos” do recrutamento.

Sabor foi transferido para o centro de treinamento de Tagab, na província de Kapisa, sob controle francês.

Em 20 de janeiro, Abdul Sabor abriu fogo contra um grupo de militares franceses que instruíam os recrutas afegãos quando corriam pelo centro de formação, desarmados. Matou quatro e feriu 15, oito deles em estado grave.