Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

As três grandes fases da queda da URSS (1985-1991)

Das reformas da Perestroika à dissolução de fato, no dia de dezembro de 1991, seguida da demissão, no dia 25 do mesmo mês de seu último dirigente, Mikhaïl Gorbachev, o desaparecimento da URSS se desenvolveu em três etapas principais:

1985-1989 : Mikhaïl Gorbachev e a Perestroika

————————————————

Mikhaïl Gorbachev tornou-se, em março de 1985, o número um soviético. Esse apparatchik (membro do aparato comunista), de 56 anos, um jovem, em relação à média de idade dos dirigentes da URSS na época, comprometeu-se com um amplo plano de reforma, a Perestroika, para salvar uma economia abalada pela queda dos preços do petróleo, a penúria crônica dos bens de consumo e uma dívida crescente.

Atolado no Afeganistão durante 10 anos, o exército Vermelho retirou-se em 1989.

Em maio, a Hungria abriu sua fronteira com a Áustria, primeira brecha na Cortina de Ferro. Em junho, na Polônia, após eleições semilivres, o sindicato anticomunista Solidarnosc, Solidariedade, pôs fim à hegemonia do PC, o Partido Comunista. Gorbachev nada fez.

No outono, os regimes comunistas da Europa Oriental caíram um a um; Moscou também não interveio. Em 9 de novembro, caiu o Muro de Berlim, depois a Tchecoslováquia fez sua Revolução de Veludo e a Romênia executou seu dirigente stalinista, Nicolae Ceausescu. O bloco socialista não existia mais.

Em 1990, as repúblcas da URSS manifestaram sua vontade de autonomia. Em junho, a Rússia, a maior delas, proclamou sua soberania com o estímulo de Boris Yeltsin, grande adversário político de Gorbachev.

Em março de 1990, a Lituânia declarou independência. Em janeiro de 1991, as tropas soviéticas intervieram (13 mortos) mas acabaram por se retirar. Moscou perdia novamente.

Gorbachev negociou um novo tratado para salvar a URSS, mas no dia 19 de agosto, conservadores comunistas fomentaram uma tentativa de golpe. O golpe de Estado fracassou. Nove repúblicas soviéticas declararam independência em agosto e setembro.

No dia 8 de dezembro, os dirigentes russo, ucraniano e bielorusso assinaram um tratado pondo fim à URSS. No dia 25 de dezembro, o então presidente da União Soviética, Mikhaïl Gorbachev, demitiu-se.