Clique e assine com até 92% de desconto

Argentina diz que Bergoglio a “pediu em casamento” quando criança

"Se não me caso com você, vou virar padre", teria dito o agora papa a Amália, quando os dois tinham 12 anos

Por Da Redação 14 mar 2013, 16h34

Quando tinha apenas 12 anos de idade, o argentino Jorge Bergoglio teve um romance platônico e “pediu em casamento” uma paquera. “Se não me casar com você, vou virar padre”, teria dito o garoto Bergoglio, como contou Amália à imprensa argentina. Mais de 60 anos depois, Bergoglio foi eleito sumo pontífice, em conclave definido nesta quarta-feira. Passou a usar o nome Francisco.

Amália contou que o romance não prosperou por oposição de seus pais. “Ele me mandou uma carta que me rendeu uma surra de meu pai”, contou. A carta tinha o desenho de uma casa branca com teto vermelho dizendo que aquele era o lugar onde morariam quando se casassem. Ao ser questionada se sua recusa havia mudado a vida do argentino, negou, dizendo que foi coisa de criança.

Ela ainda lamentou que o novo pontífice não tenha oficiado a cerimônia do casamento de Amália com seu marido, na paróquia do bairro. A argentina também destacou semelhanças entre os dois. “Agora nós dois somos muito humildes e, talvez, almas gêmeas, porque amamos os pobres”.

(Com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade