Clique e assine a partir de 9,90/mês

Apple: Steve Jobs deixa o cargo; ações caem no after-market

Por Ryan Anson - 24 ago 2011, 21h17

O lendário fundador da Apple, Steve Jobs, deixou seu cargo de presidente-executivo da empresa nesta quarta-feira, informou a companhia, e uma ação amplamente esperada depois que ele iniciou uma dramática luta contra um câncer.

Após o anúncio, as ações da empresa – que haviam operado em alta durante o pregão de Nova York – passaram a recuar no after-market.

Às 23h45 GMT (20h45 de Brasília), as ações recuavam 5,3%, cotadas a 356,1 dólares, após terem encerrado o dia em alta de 0,7%, a 376,18 dólares.

Em um comunicado, a Apple anunciou que o diretor de vendas e operações, Tim Cook, será o novo CEO, mas que Jobs continuará como presidente do conselho de administração da companhia.

Continua após a publicidade

“A extraordinária visão e liderança de Steve salvou a Apple e a guiou para sua posição de empresa de tecnologia mais inovadora e valiosa do mundo”, disse Art Levinson, membro do conselho, em um comunicado.

“O conselho tem total confiança de que Tim é a pessoa certa para ser nosso próximo CEO”, acrescentou Levinson.

Nenhuma razão foi dada para a saída de Jobs, mas seus problemas de saúde, incluindo uma prolongada licença médica para um transplante em 2009 e sua aparência abatida nos eventos públicos, ampliaram as especulações de que ele teria de deixar as atividades diárias na empresa que ajudou a fundar em 1976.

Publicidade