Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Após terremoto que matou mais de 2 mil, Brasil envia socorro ao Haiti

Missão humanitária levará equipes de resgate e medicamentos para o país caribenho

Por Da Redação Atualizado em 22 ago 2021, 12h51 - Publicado em 22 ago 2021, 12h45

O governo brasileiro enviou neste domingo, 22, ao Haiti equipes de resgate, medicamentos e insumos de saúde para auxiliar a população local atingida por dois terremotos e um ciclone tropical nas últimas semanas. Um avião KC 390 partiu da Base Aérea de Brasília rumo à cidade de Porto Príncipe, capital haitiana, com 32 bombeiros militares para socorro aos atingidos, mais de nove toneladas de equipamentos de resgate e mais de uma tonelada de medicamentos, além de kits capazes de atender até 50.000 pessoas e materiais de uso hospitalar disponibilizados pelo SUS.

“Recebi o pedido e, com o apoio das Forças Armadas e do corpo diplomático, essa missão foi armada. Esse pequeno contingente terá grande missão e simbolismo”, disse o presidente Jair Bolsonaro na rápida cerimônia que marcou o embarque da missão humanitária.

Um terremoto de magnitude 7,2 atingiu o Haiti no último dia 14, superior àquele que devastou o país em 2010, que teve magnitude de 7,0. O epicentro do terremoto foi identificado a 8 km da cidade de Petit Trou de Nippes, a cerca de 150 km de Porto Príncipe. O tremor foi sentido também na República Dominicana, Cuba e Jamaica.

Além do desastre natural, o Haiti enfrenta uma crise política após o presidente Jovenel Moïse ter sido morto a tiros no início de julho.

Continua após a publicidade
Publicidade