Clique e assine a partir de 9,90/mês

Após escândalo, BBC precisa recuperar sua credibilidade

Presidente da fundação que mantém a rede britância pede mais rigor na investigação jornalistica da emissora e diz que reportagem transmitida era 'obscura'

Por Da Redação - 11 nov 2012, 08h51

O presidente da Fundação BBC, Chris Patten, disse neste domingo que a rede britânica precisa recuperar rápido a confiança do público após o mais recente escândalo envolvendo a emissora, quando a rede britânica divulgou uma investigação que acusava falsamente de pedofilia um ex-líder do Partido Conservador. De acordo com Patten, estará acabada se não conseguir se reerguer rapidamente.

Leia também:

Diretor da BBC se demite após erro em caso de pedofilia

Escândalo sexual com apresentador da BBC choca ingleses

O caso teve início no dia 2 de novembro, quando foi transmitida uma reportagem sobre supostos casos de abuso sexual em um lar para menores no País de Gales ocorrido nas décadas de 1970 e 1980. Um ex-tesoureiro da ex-primeira-ministra Margaret Thatcher, Alistair McAlpine, foi apontado como responsável.

Um morador do lar na época dos acontecimentos fez menção a um ‘político importante da época de Thatcher e que teria abusado de menores. Embora a BBC não o tivesse identificado, as redes sociais apontaram erroneamente que se tratava de McAlpine.

Continua após a publicidade

Em entrevista transmitida neste domingo pela BBC, Chris Patten afirmou que a confinça do público é a essência da rede e que ela irá trabalhar para reconquistar seu público rapidamente. Antigo político conservador e último governador da ex-colônia britânica de Hong Kong, Patten qualificou como “obscuro” o tipo de jornalismo praticado pela reportagem em questão. Segundo ele faltou rigor na investigação do caso e na edição do material.

Após as primeiras repercussões do caso, o diretor-geral da rede britância, George Entwistle, renunciou ao cargo e dentro de algumas semanas a presidência da BBC deverá anunciar seu substituto. Em caráter provisório, assume Tim Davie, atual diretor de áudio e música da emissora.

(Com agência EFE)

Leia também:

Diretor da BBC se demite após erro em caso de pedofilia

Escândalo sexual com apresentador da BBC choca ingleses

Continua após a publicidade
Publicidade