Clique e assine a partir de 9,90/mês

Apoiadores e críticos de Trump se enfrentam perto de comício na Califórnia

Manifestantes trocaram socos e um grupo anti-Trump queimou materiais de campanha do candidato, além de uma bandeira dos Estados Unidos

Por Da Redação - 3 jun 2016, 13h13

Apoiadores e críticos do provável candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump entraram em confronto na noite de quinta-feira antes durante um comício do magnata na cidade de San José, na Califórnia.

Vídeos publicados no Twitter e na internet pela imprensa americana mostraram enfrentamentos na rua diante do Centro de Convenções de San José, onde os manifestantes trocaram socos entre si. Centenas deles acenavam com bandeiras do México, entoavam slogans anti-Trump e queimavam chapéus com o símbolo do candidato, além de uma bandeira dos Estados Unidos.

No evento de campanha, Trump prometeu impedir a entrada de drogas ilícitas nos Estados Unidos vindas do sul, erguer um muro na fronteira com o México e fazer o vizinho pagar a conta. “Iremos construir o muro, nem se preocupem com isso”, disse ele de polegares para cima a apoiadores que gritavam “construa o muro”.

Os protestos se tornaram comuns nas proximidades de comícios de Trump, especialmente nos Estados com maior presença latina, uma vez que o bilionário vem polarizando opiniões sobre suas propostas em relação à imigração ilegal. Em março, ele abandonou um comício em Chicago depois de confrontos entre seus entusiastas e aqueles que o repudiam.

“A violência contra os apoiadores de qualquer candidato não tem lugar nesta eleição”, escreveu no Twitter John Podesta, chefe de campanha da pré-candidata democrata Hillary Clinton, em reação aos confrontos.

Leia também:

Hillary: Trump é incapaz de ser presidente e não pode ter códigos nucleares

Continua após a publicidade

EUA: presidente da Câmara de Representantes anuncia apoio a Trump

Pesquisa mostra Trump a um passo de alcançar Hillary na corrida eleitoral

Imagens também mostraram uma mulher vestida com um suéter da campanha de Trump recebendo uma chuva de ovos e outros alimentos quando chegava ao comício e, em outra gravação, um apoiador do bilionário é visto com a cabeça sangrando. Membros da tropa de choque da polícia formaram filas para controlar o público e levaram ao menos um manifestante sob custódia.

O chefe de polícia de San José, Eddie Garcia, havia declarado que previa a presença de 12 mil a 15 mil pessoas no comício de quinta-feira. Sindicalistas, ativistas sociais e líderes religiosos convocaram o protesto contra Trump.

Na noite de ontem, Clinton também realizou um evento de campanha, onde criticou o adversário republicano e disse que ele era capaz de ocupar o cargo de presidente. Como já fez em outras oportunidades, Trump usou o Twitter para rebater as observações da ex-secretária de Estado: “Lendo mal o teleprompter! Ela nem parece presidencial!”, escreveu.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade