Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ao menos 23 mortos em atentado suicida no noroeste do Paquistão

Pelo menos 23 pessoas morreram e 54 ficaram feridas em um atentado suicida praticado nesta sexta-feira perto de uma mesquita xiita no noroeste do Paquistão, informaram à AFP as autoridades locais.

O terrorista suicida, que chegou de moto, provocou a explosão em um mercado de Parachinar, próximo à mesquita, na principal cidade do distrito tribal de Kurram, disseram as fontes.

Kurram é, com frequência, alvo de ataques dos insurgentes talibãs aliados da Al-Qaeda e palco de conflitos entre a maioria sunita e a minoria xiita.

O atentado foi realizado perto da mesquita xiita no momento das orações de sexta-feira.

O atentado foi reivindicado por telefone à AFP por um pequeno grupo de insurgentes criado a partir de uma divisão no Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP), principal movimento rebelde, que se aliou à Al-Qaeda em 2007.

“Nós enviamos esse militante após os ataques contra sunitas feitos pelas tribos xiitas na região”, declarou Fazal Saeed, porta-voz do pequeno grupo, o Movimento Islâmico dos Talibãs. Ele afirmou que seus homens tinham capturado na semana passada um homem que se preparava para esconder uma bomba em um posto de combustíveis frequentado por sunitas. “Nós nos vingamos”, acrescentou o porta-voz.

O Paquistão é assolado por uma onda de atentados – suicidas em sua maioria – realizados pelos talibãs, que criticam Islamabad por sua aliança com os Estados Unidos em sua “guerra contra o terrorismo” iniciada no fim de 2001.

Em quatro anos e meio, cerca de 5.000 pessoas morreram em mais de 500 atentados no país.