Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anistia Internacional critica condenação do poeta chinês Zhu Yufu

Londres, 10 fev (EFE).- A Anistia Internacional (AI) condenou nesta sexta-feira a ‘dura’ sentença imposta na China ao poeta Zhu Yufu por um poema que supostamente incitava à subversão, um castigo que demonstra ‘a contínua repressão’ de dissidentes por parte do Governo chinês.

As represálias contra este veterano ativista de direitos humanos têm a ver com o aumento das reivindicações na China a favor de mais liberdades, afirmou a organização.

Com esta medida de castigo, o Governo chinês demonstra mais uma vez sua ‘contínua repressão a qualquer pessoa considerada crítica direta ou indiretamente de sua política’, acrescentou.

‘Acreditamos que a liderança chinesa está aterrorizada’, disse no comunicado a porta-voz da AI, Sarah Schafer.

Segundo Sarah, o Executivo chinês está reagindo às revoltas populares que aconteceram em países árabes e na Rússia, no momento em que proliferam vozes dissidentes na China. EFE