Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Ajudante de Epstein, Ghislaine Maxwell é condenada a 20 anos de prisão

Socialite foi condenada por recrutar garotas e ajudar o então namorado, Jeffrey Epstein

Por Duda Gomes Atualizado em 28 jun 2022, 16h59 - Publicado em 28 jun 2022, 16h02

Ghislaine Maxwell foi condenada a 20 anos de prisão, nesta terça-feira, 28, por ajudar o financista Jeffrey Epstein a abusar sexualmente de adolescentes. Em dezembro do ano passado, ela já havia sido condenada por recrutar  quatro garotas para terem encontros sexuais com Epstein, seu então namorado, entre 1994 e 2004.

Em depoimentos emocionados durante o julgamento, quatro mulheres testemunharam que Maxwell era uma figura central nos casos de abuso que sofreram por parte de Epstein. Os advogados da socialite pressionaram para que a sentença fosse baixa, dizendo que ela deveria receber muito menos que os 20 anos recomendados pelos oficiais federais. Os promotores queriam  por uma sentença de 30 a 55 anos de prisão.

+ Poderosos tremem diante da possibilidade de delação da ex de Epstein

Maxwell está presa desde julho de 2020, e o pedido de fiança foi negado várias vezes. Na semana passada, os promotores chamaram a conduta dela de “chocantemente predatória” e disseram que ela merecia passar pelo menos 30 anos na cadeia.

Além do tráfico sexual, a britânica foi condenado por conspiração para atrair menores de 17 anos para viajar no comércio interestadual com a intenção de se envolver em atividade sexual ilegal, conspiração para transportar menores de 17 anos para viajar no comércio interestadual com a intenção de envolver-se em atividade sexual ilegal; transporte de menor de 17 anos com intenção de praticar atividade sexual ilegal; e conspiração para cometer tráfico sexual de menores de 18 anos.

Jeffrey Epstein foi condenado por crimes sexuais, como tráfico sexual, em 2019, e está associado a vários membros da elite americana e britânica, incluindo o príncipe Andrew e Bill Clinton. Ele se matou em uma prisão federal de Nova York pouco mais de um mês após sua prisão.

+ Justiça nega anulação do processo de abuso sexual contra Andrew

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)