Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Agentes de segurança da Rússia invadem entidades de direitos humanos

Medida não é justificada pelo Serviço Federal de Segurança; governo de Vladimir Putin impôs controles sobre ONGs estrangeiras

Munidos com fuzis automáticos, agentes de segurança da Rússia fizeram uma busca nesta quarta-feira, 14, nos escritórios de Moscou de um grupo de direitos humanos que representa os interesses de cidadãos russos no Tribunal Europeu de Direitos Humanos. Segundo a entidade, os membros do Serviço Federal de Segurança (FSB) confiscaram os telefones e fotografaram os passaportes de empregados das organizações Iniciativa Justiça e Astreya.

O FSB buscou acesso a um escritório usado pelo diretor do grupo, mas não teve permissão para entrar, segundo Ksenia Babich, porta-voz das entidades, acrescentando que os agentes de segurança não deram nenhuma explicação para a operação. Babich informou que, antes, os agentes tinham revistado um escritório vizinho, no mesmo edifício, que é usado por uma empresa de auditoria sem relação com o grupo.

A Iniciativa Justiça tem escritórios na Ciscaucásia, no norte russo, e já ajudou centenas de cidadãos a apresentar casos de violações de direitos humanos ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, endureceu os controles sobre organizações não-governamentais, exigindo que aquelas que têm financiamento do exterior se registrem como “agentes estrangeiros”. Também adotou legislação para banir do país os grupos vistos como “indesejáveis”. O FSB não se manifestou.

(Com Reuters)