Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Achado corpo que pode ser de brasileiro desaparecido na Nova Zelândia

Funcionário de uma estação de energia avisou as autoridades sobre cadáver encontrado neste domingo. A identificação deve ser feita até a tarde desta segunda-feira

Por Da Redação 19 ago 2012, 20h01

Um corpo, que pode ser do estudante brasileiro desaparecido em 8 de agosto, foi encontrado pelo funcionário de uma estação de energia neste domingo na Nova Zelândia. De acordo com o site do jornal NZ Herald, o corpo foi achado próximo à base da formação rochosa conhecida como Paritutu, na costa de New Plymouth, local onde o estudante e outras duas pessoas foram vistas pela última vez. As autoridades neozelandesas aguardam a identificação do corpo, que deve ser realizada nesta segunda-feira a tarde.

Há dez dias, João Felipe Martins de Melo, de 17 anos, caiu de um penhasco junto com um colega e seu instrutor enquanto escalavam uma rocha. O brasileiro e Stephen Lewis Kahukaka-Gedye, um estudante neozelandês da mesma idade, caíram no mar durante a escalada. O instrutor Bryce John Jourdain, 42 anos, pulou na água para salvá-los, mas não voltou. Desde então, os três estão desaparecidos.

João e Stephen faziam um passeio com 11 colegas do Spotswood College, acompanhados de dois instrutores de uma empresa de esportes de aventura. De acordo com o jornal NZ Herald, um terceiro estudante também caiu na água, mas conseguiu se agarrar a uma rocha e foi resgatado. João, que é natural de Fortaleza, fazia um intercâmbio no país desde janeiro e planejava voltar ao Brasil em outubro, segundo relatos da família.

A equipe de resgate retomou as buscas pelas duas outras vítimas do acidente na manhã desta segunda-feira, horário local. O inspetor de polícia Frank Grant disse ao jornal que as buscas vão ser feitas a bordo de botes inflavéis, cuja navegação tinha sido suspensa nos últimos dias por causa do mau tempo.

Continua após a publicidade
Publicidade