Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Abbas questiona assentamentos israelenses em carta a Netanyahu

Por Da Redação 16 abr 2012, 11h20

Jerusalém, 16 abr (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, perguntará ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em carta que será entregue nesta terça-feira, por que ele continua construindo em território palestino ocupado se realmente aposta pela solução de dois Estados.

‘A lógica é simples: se o senhor apoia o estabelecimento de um Estado palestino, por que constrói em seu território?’, pergunta Abbas ao líder israelense, segundo o texto da carta divulgado nesta segunda-feira pelo jornal ‘Filasteen’ (Palestina).

O conteúdo da carta foi confirmado à Agência Efe por uma fonte oficial palestina que pediu para não ser identificada e que confirmou a originalidade do texto, embora ‘as palavras sejam um pouco diferentes’.

Na carta, Abbas pede ao Governo de Israel que ‘aceite a solução de dois Estados nas fronteiras de 1967 com mudanças menores de terra em igual tamanho e valor estipulados em comum’ e a ‘frear toda a atividade nos assentamentos, incluídos os de Jerusalém Oriental’.

Também exige que ‘liberte todos os presos (palestinos), em particular os presos antes de 1994’ e que revise todas as decisões tomadas desde o ano 2000 ‘que minam os acordos assinados entre Israel e a Organização para a Libertação da Palestina (OLP)’.

Se não foram cumpridas estas quatro condições, os palestinos ‘buscarão a implementação completa da legislação internacional no referente aos poderes e responsabilidades de Israel como potência ocupante’, adverte o texto.

Um porta-voz da OLP confirmou à Agência Efe que nesta terça-feira o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, entregará a carta a Netanyahu em Jerusalém e dará a Israel um prazo de até um mês para receber uma resposta. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade