Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

VEJA COMER & BEBER Fortaleza 2019 chega às bancas com dezenove campeões

O Mar Menino foi premiado duplamente na 19ª edição do especial gastronômico dedicado à capital cearense

Por Mônica Santos - Atualizado em 9 dez 2019, 19h45 - Publicado em 3 dez 2019, 18h49

Chegamos à 19ª edição deste especial sobre a cena gastronômica de Fortaleza. Desde os primórdios até hoje, nosso foco é o mesmo: oferecer ao leitor um roteiro certeiro com os melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de cada cidade onde atuamos. Mas é fácil perceber que os resultados dessa curadoria jornalística não param aí. Cada edição carrega um recorte saboroso da cultura local, evidenciando os ingredientes, as receitas e as histórias de gente que dedica a vida a cozinhar para os outros. Além disso, valorizam-se os profissionais de um setor que é importantíssimo para a economia das cidades, o de alimentação e bebidas.

 Lígia Skowronski/VEJASP

Quando um estabelecimento recebe um troféu, todos ganham: o dono, que investiu na ideia; as equipes de cozinha e de salão, que fazem tudo acontecer; e, é claro, o cliente. A seguir, você confere os dezoito premiados do ano. A lista vai de casas tradicionais e que vêm colecionando troféus ano após ano, como o Cabaña del Primo e o L’Ô Restaurante, a estabelecimentos que abriram as portas recentemente e já conquistaram o júri, caso do Zelig Drink Bar, agraciado pela sua carta de drinques, e do Mar de Rosas, eleito o restaurante revelação da temporada. Os vencedores integram um roteiro bem maior, com 239 endereços, organizados por especialidade. Esperamos que, a partir dessa curadoria, você possa se juntar a pessoas queridas e aproveitar o que há de melhor na capital cearense quando o assunto é comer e beber bem.

COMO FUNCIONOU A VOTAÇÃO

Para chegar aos vencedores dos dezenove prêmios desta edição, VEJA COMER & BEBER Fortaleza recrutou 29 moradores com diferentes perfis profissionais. Eles foram distribuídos em três grupos — o primeiro votou na seção de Comidinhas; o segundo, na de Bares; e o terceiro, na de Restaurantes. Os jurados escolheram, em ordem decrescente, os três melhores em cada uma das categorias definidas pela redação. Entre elas, a melhor doceria, a melhor cozinha de bar, o melhor endereço para comer peixes e frutos do mar e o chef do ano. De posse dos rankings dos jurados nas respectivas categorias, a redação atribuiu uma pontuação a cada posição (o primeiro colocado recebeu 5 pontos; o segundo, 2; e o terceiro, 1). A soma desses pontos determinou os três primeiros lugares, todos identificados na revista. Para eliminar os empates, foram adotadas três soluções. O critério inicial foi o número de menções na tabela do júri: ficou à frente o nome lembrado por mais gente. Permanecendo a indefinição, levou-se em conta a posição na tabela — ou seja, a quantidade de vezes em que o local esteve em primeiro, segundo ou terceiro lugar. Quando a questão continuou sem solução, a equipe de VEJA, apoiada em avaliações in loco, aplicou o voto de minerva.

Publicidade

OS JURADOS

 Reprodução/VEJASP

OS CAMPEÕES

COMIDINHAS

O melhor café – Le Pain Le Café

Publicidade

A melhor doceria – Sucré Patisserie

O melhor hambúrguer – El Chancho

A melhor padaria – Pâine Panificação Artesanal

O melhor sorvete – Gelateria Bellucci

Publicidade

BARES

O melhor boteco – Teresa & Jorge

O melhor caranguejo – Beach Park

A melhor carta de cervejas – Cervejaria Turatti

Publicidade

A melhor carta de drinques – Zelig Drink Bar

A melhor cozinha de bar – Giz Cozinha Boêmia

RESTAURANTES

O chef do ano – Leonardo Gonçalves (O Mar Menino)

Publicidade

O melhor da cidade e o melhor brasileiro/regional – O Mar Menino

A melhor carne – Cabaña del Primo

O melhor oriental – Misaki

A melhor cozinha de peixes e frutos do mar – La France

Publicidade

A melhor refeição natural/saudável – Mandir

O melhor variado/contemporâneo – L’Ô Restaurante

O restaurante revelação – Mar de Rosas

Publicidade