Clique e assine com até 92% de desconto

XV de Piracicaba empata com Mogi e evita rebaixamento

Por Da Redação 15 abr 2012, 18h11

Por AE

Mogi Mirim – Com muita raça, o XV de Piracicaba conseguiu escapar do rebaixamento no Paulistão. Depois de fazer uma campanha muito ruim, o time evitou a volta para a Série A2 justamente na última rodada do campeonato, ao empatar fora de casa com o Mogi Mirim, por 2 a 2, neste domingo, no Estádio Romildo Ferreira.

Assim, o XV de Piracicaba terminou o Paulistão com 18 pontos, em 16º lugar. E não caiu por ter sido favorecido também pela derrota da Portuguesa para o Mirassol, também neste domingo, por 4 a 2 – a Lusa foi rebaixada, com os mesmos 18 pontos, mas uma vitória a menos (5 a 4).

Uma vitória simples garantiria o XV de Piracicaba no Paulistão de 2013, sem depender de nenhum outro resultado. Mas o time nem precisou disso. E festejou muito a sua permanência na divisão de elite – mais de mil torcedores comemoraram muito com os jogadores dentro do estádio em Mogi.

O Mogi Mirim, mesmo poupando alguns jogadores na última rodada, se manteve na sexta posição, com 35 pontos. Assim, vai disputar as quartas de final contra o poderoso Santos, no próximo fim de semana, na Vila Belmiro.

Em seu estádio, o Mogi Mirim começou melhor, com a marcação adiantada e dificultando a troca de passes do XV, acuado em seu campo defensivo. A superioridade do time da casa se transformou em vantagem numérica aos 18 minutos. Após cruzamento de Edson Ratinho, Fernandinho pegou de primeira: 1 a 0.

Mas o XV empatou rapidamente, aos 24 minutos. Um minuto antes, Adilson foi lançado em velocidade e, na dividida com o goleiro Anderson, acabou atingido: pênalti. Na cobrança, o mesmo Adilson mandou no meio do gol e deixou tudo igual no placar.

Na base da valentia, o XV virou o placar aos 33 minutos. Diego Borges roubou a bola no meio-de-campo e armou o contra-ataque. A bola ficou nos pés de Hugo, que soltou a bomba: 2 a 1. Mas, já aos 44, aconteceu o empate do Mogi. Edson Ratinho ameaçou fazer o cruzamento, mas a bola ganhou efeito e enganou o goleiro Gilson.

O XV voltou mais ligado no segundo tempo e quase ampliou aos dois minutos, num chute de Hugo, defendido por Anderson. O jogo ficou equilibrado, apesar de um leve domínio de posse de bola do time de Piracicaba.

Aos 20 minutos, o técnico Estevam Soares reforçou o sistema de marcação, tirando o meia Diguinho para a entrada do volante Rodolfo. Mas, cinco minutos depois, o volante Marcus Vinícius recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Mogi Mirim cresceu de produção e partiu em busca do gol da vitória. Restou ao XV tentar segurar o empate, que lhe garantiria a sua permanência na elite paulista. Foi o que aconteceu, para a alegria da torcida de Piracicaba.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA:

MOGI MIRIM 2 X 2 XV DE PIRACICABA

MOGI MIRIM – Anderson; Edson Ratinho, Tiago Alves, Rodrigão e Piauí; Gil, Luís Felipe, Val, Renê Júnior e Felipe (Dudu); Fernandinho (Vitinho) e Marcelo Macedo (Jorge Elias). Técnico – Guto Ferreira.

XV DE PIRACICABA – Gilson; Vinicius Bovi, Rafael Santos, Glauber e Edu Silva; Diego Borges, Marcus Vinícius, Diguinho (Rodolfo) e Ricardinho; Adilson (Carlão) e Hugo (Cafu). Técnico – Estevam Soares.

GOLS – Fernandinho, aos 18, Adilson (pênalti), aos 24, Hugo, aos 33, e Edson Ratinho, aos 44 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Márcio Henrique de Gois.

CARTÃO AMARELO – Anderson, Val e Marcus Vinícius.

CARTÃO VERMELHO – Marcus Vinícius.

RENDA – R$ 51.250,00.

PÚBLICO – 3.022 pagantes

LOCAL – Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim.

Continua após a publicidade
Publicidade