Xavi mostra satisfação com duas assistências decisivas

Por Da Redação - 1 jul 2012, 19h55

Por AE

Kiev – Na véspera da final, o meia Xavi se mostrava frustrado com o seu rendimento na Eurocopa. “Gostaria de ter sido mais decisivo do que fui”, disse o jogador do Barcelona. Mas neste domingo o seu futebol iluminou o estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia, e enfim ele saiu de campo satisfeito. “Desta vez fui determinante para o resultado”.

Xavi deu duas assistências com toques que são sua marca registrada: entre os zagueiros e deixando um companheiro na cara do goleiro. No segundo gol, o felizardo que recebeu um desses presentes foi o lateral-esquerdo Jordi Alba – seu novo companheiro no Barcelona. No terceiro, foi o centroavante Fernando Torres, do Chelsea.

O cérebro da seleção espanhola não ficou feliz apenas com o seu desempenho. Na sua avaliação, a equipe fez neste domingo a sua melhor partida na competição. “Foi nossa atuação mais completa. Tivemos espaços e soubemos aproveitá-los para jogar como gostamos. A verdade é que fomos muito superiores”.

Publicidade

Com 32 anos, Xavi é o titular mais velho da Espanha. Mas ainda tem fome de glória e tratou de dizer que vai se cuidar para estar na Copa do Mundo no Brasil daqui a dois anos.

Sorte do técnico Vicente Del Bosque, que não se cansa de falar da qualidade do grupo que dirige na Espanha. “Esses rapazes fizeram história merecidamente. O sucesso do futebol espanhol se deve a eles”, afirmou. Del Bosque se tornou o segundo treinador a ter em seu currículo os títulos da Copa do Mundo e da Eurocopa. O primeiro foi o alemão Helmut Schoen, campeão europeu em 1972 e mundial em 1974.

Publicidade