Vice jurídico já prepara defesa de jogadores expulsos no clássico

Por Da Redação - 9 abr 2012, 18h46

O Vasco ficou em situação complicada após o árbitro Wagner Rosa colocar na súmula que expulsou cinco jogadores após o clássico contra o Flamengo, no fim de semana. Com isso, os cruzmaltinos vão para o confronto decisivo, contra o Nova Iguaçu, no domingo, com muitos desfalques. Além disso, o TJD-RJ deverá intimar os vascaínos por conta da confusão após o apito final. No entanto, o vice jurídico do clube, Aníbal Rouxinol, afirmou que a defesa já está sendo montada para impedir punição maior aos jogadores.

‘Nossa defesa será analisada e vamos ver todos os lances da partida para fazermos nosso parecer quando formos notificados pela federação. Temos a certeza de que saíremos bem, pois em outras possibilidades fomos julgados e nenhum jogador foi punido. O presidente em nenhum momento afirmou que o árbitro foi quem roubou. Ele fez um desabafo no campo’, disse.

De acordo com Wagner Rosa, os vascaínos Fagner, Rodolfo, Eduardo Costa, Fellipe Bastos e Diego Souza foram expulsos após o apito final por reclamação. Além disso, o árbitro colocou na súmula que Eduardo Costa e Rodolfo o agrediram com empurrões. Para piorar, Fagner e Diego Souza já estavam suspensos pelo terceiro cartão amarelos e vão ficar de fora em caso do Vasco avançar para a semifinal da Taça Rio.

Antes da rodada final do Estadual, o Vasco volta a campo nesta quinta-feira, para encarar o Nacional (URU), em Montevidéu, pela Libertadores. Os cruzmaltinos vão em busca da vitória para terminar a fase de grupos na liderança e ter o direito de atuar na partida de volta em São Januário.

Publicidade