Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vettel descarta tática especial para confirmar o título

Por Da Redação - 6 out 2011, 09h12

Por AE

Suzuka – O piloto alemão Sebastian Vettel depende apenas de um 10º lugar no GP do Japão, domingo, em Suzuka, para conquistar o título antecipado da Fórmula 1. Apesar da enorme chance de ser campeão, ele garantiu nesta quinta-feira que não vai adotar nenhuma tática especial nesta 15ª etapa da temporada. Seu objetivo será o mesmo do restante do campeonato: vencer a corrida, o que já conseguiu fazer nove vezes com o carro da Red Bull neste ano.

“Temos apenas uma tática: vencer. E tenho que dizer que isso está servindo muito bem para a gente. Então, porque mudar algo que está funcionando tão bem?”, afirmou Vettel, que lidera o campeonato com enorme vantagem – tem 309 pontos, com 124 de vantagem sobre o segundo colocado, o inglês Jenson Button, da McLaren. “Não vamos mudar nada. Vamos trabalhar para conseguir novamente o melhor de nós mesmos e do nosso carro”, completou.

Apesar da proximidade da conquista, Vettel mantém o discurso cauteloso. “Ainda existe a possibilidade de Jenson Button ganhar e de eu não ganhar. Durante o ano inteiro, mantivemos os pés no chão, disputando uma corrida de cada vez”, explicou o alemão de 24 anos, que irá se tornar o mais jovem bicampeão da história da Fórmula 1. Mesmo assim, ele já projeta um cenário ideal: ganhar o título com uma vitória no GP do Japão.

Publicidade

O GP do Japão, inclusive, traz ótimas recordações para Vettel. Afinal, ele venceu a prova nas duas últimas temporadas. “Suzuka é uma das minhas pistas favoritas. Realmente, não poderiam construir um circuito melhor. E não sou o único que adora essa pista, nosso carro também ama”, afirmou o piloto, brincando com a ótima performance da Red Bull no circuito japonês, onde os treinos livres começam já nesta quinta-feira, a partir das 22 horas (horário de Brasília).

Publicidade