Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco joga pressionado contra um Alianza Lima em crise

Rio de Janeiro, 5 mar (EFE).- O Vasco precisa de uma vitória nesta terça-feira, em casa, contra um Alianza Lima em crise, para não complicar de vez sua situação no grupo 5 da Taça Libertadores, depois de estrear com derrota por 2 a 1 na estreia da competição contra o Nacional, do Uruguai, dentro de seus domínios.

Jogando em São Januário, um empate ou uma nova derrota obrigarão os cariocas a buscar a façanha de ganhar pelo menos duas de suas três partidas como visitante para sonhar em se classificar para as oitavas de final da competição.

A equipe do Rio de Janeiro espera aproveitar a crítica situação em que se encontra o Alianza, com seus jogadores insatisfeitos por atrasos no pagamento de salários, com ameaças de abandono, problemas internos e a derrota sofrida no sábado contra o Real Garcilaso pelo Campeonato Peruano.

Para a equipe peruana, um revés no Rio de Janeiro também pode representar problemas, já no primeiro jogo o time foi goleado por 4 a 1 para o Libertad, em Assunção.

Consciente da necessidade de uma vitória, o técnico do Vasco, Cristóvão Borges, poupou seus titulares nas duas últimas partidas do Campeonato Carioca visando o jogo pela competição sul-americana.

Cristóvão contará com sua equipe quase completa, mas terá dificuldades caso tenha que fazer mudanças no ataque. Se tem confirmados Alecsandro e William Barbio, o time se ressente da ausência de Bernardo, em litígio com a diretoria, do equatoriano Carlos Tenorio, que passou por cirurgia no tendão de Aquiles, e de Kim, que se recupera de lesão.

O único atacante à disposição no banco será Éder Luis, que ainda está buscando recuperar a forma após uma contusão que o deixou de fora por quatro meses dos gramados.

Outra dúvida é o zagueiro Rodolfo, muito criticado por suas últimas atuações e que se queixa de dores musculares. Se ele não atuar, Renato Silva provavelmente voltará a atuar.

O Alianza Lima chegou neste domingo ao Rio de Janeiro em dois voos diferentes por problemas que os jogadores atribuíram à incompetência administrativa.

Além da crise interna provocada pelo atraso nos salários, o clube peruano terá que superar a derrota sofrida no sábado na sua visita ao Real Garcilaso em Cuzco, quando utilizou equipe mista.

Pensando em viajar de volta com um empate na bagagem, o Alianza Lima poderá atuar com apena um atacante. Com isso, o colombiano Johnnier Montaño, que ameaçou não viajar para a partida, deverá ficar no banco por opção tática.

‘Não penso no que acontecerá depois do jogo contra o Vasco (por conta da crise interna). Só quero pensar que podemos ganhar e que podemos reverter essa dura situação que estamos atravessando’, afirma o técnico José Soto.

Prováveis escalações:.

Vasco: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Rodolfo (Renato Silva) e Thiago Feltri; Nilton, Eduardo Costa, Juninho Pernambucano e Diego Souza; William Barbio e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges.

Alianza Lima: Salomón Libman; Giancarlo Carmona, Christian Ramos, Walter Ibáñez e Edgar Villamarín; Juan Jayo, Edgar González, Joaozinho Arroé, Christopher Hurtado e Paulo Albarracín; José Carlos Fernandez. Técnico: José Soto.

Arbitragem: Diego Abal (Argentina), auxiliado por seus compatriotas Diego Bonfa e Juan Delatti. EFE