Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco enfrenta ‘La U’ e adversidades para ir à final da Sul-americana

Além de enfrentar a Universidad de Chile, nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasíia), no Estádio Santa Laura, em Santiago, o Vasco terá uma série de dificuldades a serem superadas para conseguir garantir uma vaga na final da Copa Sul-americana. O Cruzmaltino precisa, por exemplo, superar a ansiedade pela possibilidade de conquistar o título do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo, diante do rival Flamengo, e ignorar o cansaço pela série de jogos decisivos que a equipe vem disputando nas últimas semanas.

Porém, sem dúvida nenhuma, o grande rival do Vasco nesta quarta-feira será mesmo a qualidade técnica da Universidad de Chile, que não sabe o que é uma derrota há 30 partidas e vem sendo chamada de ‘Barcelona da América do Sul’. O representante do Chile ganhou todos os jogos que disputou em casa no torneio e, inclusive, aplicou uma sonora goleada por 4 a 0 no Flamengo, dentro do Engenhão.

‘Temos consciência de que teremos um belo time pela frente, que está fazendo uma grande temporada e está recebendo todos esses elogios porque é merecedor deles. A Universidad de Chile vai jogar em casa, onde não perdeu ainda no campeonato e é motivo de grande preocupação para nós. Mas o Vasco mostrou nesta temporada que é merecedor de ganhar todos os títulos que disputar e estamos confiantes em retornar ao Brasil com a classificação’, disse o técnico Cristóvão Borges.

Mesmo com a tensão e a ansiedade da última rodada do Brasileiro pairando sobre o elenco vascaíno, os jogadores procuraram demonstrar que estão focados no campeonato continental e ignoraram qualquer pressão vinda das partidas do fim de semana.

‘Vamos procurar deixar para pensar depois no Flamengo, pois podemos chegar a uma final de competição continental e sabemos que a torcida do Vasco também quer muito esse título’, disse o goleiro Fernando Prass.

Já o cansaço dos atletas é encarado como algo natural pelos cruzmaltinos, que preferiram rechaçar qualquer possibilidade de diminuir o volume de jogo durante a partida. Tal motivo foi fundamental para que o time sucumbisse diante dos chilenos, no primeiro jogo, e acabasse cedendo o empate por 1 a 1, em São Januário.

‘Nós estamos na reta final dos dois campeonatos e queremos os dois títulos. Agora não é o momento de ficarmos pensando em desgaste e sim em lutarmos ao longo dos noventa minutos’, declarou o lateral direito Fágner.

Entretanto, o rival do Vasco tem planos de tirar proveito da sequência de decisões do clube brasileiro para buscar a vaga na final. O técnico Jorge Sampaoli não procurou esconder sua estratégia e disse que seus comandados irão buscar o resultado desde o primeiro minuto de jogo.

‘Esse cansaço pode ser um aspecto a ser explorado por nós. Na partida de ida, atuamos com a mesma intensidade ao longo dos 90 minutos e o Vasco não conseguiu acompanhar o nosso ritmo. Portanto, temos que procurar nos impor dentro de casa desde o início do jogo, fazendo apenas com que a bola e o nosso adversário corram. Temos que ser inteligentes novamente’, analisou Sampaoli.

Em relação aos times que vão a campo, o Vasco não poderá contar com o meia Felipe, que sentindo dores, não viajou com a delegação. No entanto, o Cruzmaltino terá o reforço do apoiador Juninho Pernambucano, que era dúvida por conta de uma lesão no ombro direito, mas pediu para ser escalado e irá para o jogo. Ele vai compor dupla de criação com Diego Souza, enquanto Bernardo será o companheiro de ataque de Élton. No meio-de-campo, o Cristóvão tem apenas uma dúvida de ordem tática, já que Allan pode ser barrado para que a marcação seja reforçada com a entrada de Nilton.

Na Universidad de Chile, Sampaoli prefere manter o silêncio, mas vai manter a base que vem jogando ao longo da competição. No fim de semana, a Universidad de Chile, já garantida nas quartas de final do Torneio Clausura chileno, empatou com o Audax Italiano por 1 a 1 e se classificou em primeiro lugar no campeonato, com 39 pontos, oito a mais que o segundo colocado Cobreloa.

FICHA TÉCNICA

UNIVERSIDAD DE CHILE X VASCO

Local: Estádio Santa Laura, em Santiago (Chile)

Data: 30 de novembro de 2012 (Quarta-feira)

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Dario Ubriaco (Uruguai)

Assistentes: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Miguel Nievas (Uruguai)

UNIVERSIDAD DE CHILE: Johnny Herrera, Osvaldo González, Marcos González, José Rojas e Eugenio Mena; Marcelo Díaz, Charles Aránguiz, Matías Rodríguez e Gustavo Lorenzetti; Eduardo Vargas e Francisco Castro

Técnico: Jorge Sampaoli

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Rômulo, Allan (Nilton), Juninho Pernambucano e Diego Souza; Bernardo e Elton

Técnico: Cristóvão Borges