Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Valdivia terá desafio de reduzir lesões para emplacar em 2012

Por Da Redação 9 dez 2011, 06h23

O meia Valdivia não conseguiu corresponder ao que a torcida do Palmeiras esperava em 2011. Contratado no ano passado com status de ídolo, o jogador teve dificuldades com lesões na busca por uma série de bons jogos nesta segunda passagem pelo clube. O desafio para o chileno será reduzir os problemas clínicos para ser mais eficiente ao clube.

O próprio jogador admitiu a necessidade de estar por mais tempo em campo no ano que vem. ‘Para ser melhor, tenho que ter menos lesão, pois isso me atrapalhou bastante. Eu preciso jogar mais’, admitiu, logo depois do encerramento do Brasileirão.

O camisa 10 começou 2011 tentando esquecer a fibrose na coxa esquerda, que o atormentou no ano anterior. Mas, com cautela para se livrar de qualquer incômodo, o atleta só estreou na nona rodada do Paulistão, contra o Mogi Mirim.

Ainda no primeiro semestre, o camisa 10 sofreu uma nova lesão na coxa esquerda, durante clássico contra o Corinthians. Quando estava próximo de terminar o tratamento, o chileno foi para a Copa América.

Depois do torneio na Argentina, o meia passou a ser submetido a um trabalho especial de preparação física, elogiado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. A atividade era feita em meio à participação do profissional nas partidas do clube. Porém, durante a sequência de jogos, Valdivia foi convocado para a seleção e se lesionou no amistoso contra a Espanha.

Após mais de um mês, o jogador retornou ao time no empate por 1 a 1 com o América-MG, no início de outubro. Mais uma vez chamado para a Seleção, o meia acabou dispensado por Cláudio Borghi ao chegar atrasado à concentração. Assim, o Mago conseguiu uma sequência de jogos na reta final do Brasileirão pelo Palmeiras, mas espera ter mais tempo na próxima temporada.

Continua após a publicidade

Publicidade