Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Valcke volta atrás e oficializa pedido de desculpas por declarações

Com a polêmica gerada por suas duras críticas à preparação do Brasil para a Copa do Mundo de 2014, o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, enviou nesta segunda-feira ao ministro do Esporte, Aldo Rebelo, um pedido oficial de desculpas pelas declarações.

Valcke disse em entrevista coletiva que o Brasil precisava levar um chute no traseiro para se esforçar mais na preparação para a Copa. No entanto, o dirigente declarou que sua declaração foi mal traduzida e que usou a expressão ‘se donner un coup de pied aux fesses’ que, em francês, significaria apenas ‘acelerar o ritmo’.

A entrevista havia causado indignação no governo brasileiro, levando a uma manifestação de repúdio de Aldo Rebelo, que fez um pedido formal para que Valcke fosse afastado e o Brasil discutisse com um novo interlocutor da Fifa.

No entanto, a reação inicial do secretário-geral ao saber da repercussão que seus comentários causaram não foi a de se desculpar, como agora. ‘Se o resultado (de minhas declarações) é que não querem mais falar comigo, se não sou a pessoa com quem querem trabalhar, então é um pouco infantil. Vou viajar ao Brasil no dia 12 de março’, afirmou o secretário-geral, à agência ‘AFP’, no sábado, mesmo dia da coletiva.

O súbito pedido de desculpas chega um dia antes da votação da Lei Geral da Copa, que ainda tem pontos chaves a serem discutidos, como a venda de bebidas alcoólicas nos estádios e a venda de meia-entrada para estudantes. Aldo Rebelo ainda não se pronunciou sobre o pedido de desculpas, o que só deve acontecer amanhã.