Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Universidad derrota LDU e é campeã da Sul-Americana

Equipe chilena faz 3 a 0 e conquista seu primeiro título internacional

A Universidad de Chile derrotou a LDU por 3 a 0 na noite desta quarta-feira, em Santiago, e venceu a Copa Sul-Americana de forma invicta. Com grande atuação do atacante Eduardo Vargas, autor de dois gols na final, a equipe chilena se impôs e conquistou o primeiro título internacional de sua história. O meio-campista argentino Gustavo Lorenzetti completou o placar. Na partida de ida, em Quito, a LDU havia sido derrotada por 1 a 0.

Com a vitória desta noite, os chilenos chegaram à incrível marca de 35 partidas sem perder na temporada. De quebra, a Universidad também garantiu presença na Recopa Sul-Americana, a ser disputada no meio do ano que vem, onde enfrentará o Santos, campeão da Libertadores de 2011.

Para chegar ao título, ‘La U’ eliminou dois brasileiros em seu caminho. Nas oitavas de final, derrotou o Flamengo, com direito a uma goleada por 4 a 0 no Rio de Janeiro. Na semifinal, a vítima foi o Vasco.

O Jogo – O time da casa abriu o marcador logo aos dois minutos de bola rolando. Após cruzamento vindo da direita, a defesa equatoriana afastou mal e Vargas, grande destaque da campanha, bateu de primeira para marcar um belo gol.

Acanhada, a LDU só chegava em bolas paradas, mas sem conseguir nenhuma chance clara de vazar o ex-corintiano Johnny Herrera. Em contrapartida, Canales, Vargas e Castro continuavam levando perigo em jogadas rápidas.

Na etapa final, quando os visitantes ameaçaram dar um susto, Guagua acertou um soco em Lorenzetti e foi expulso. A partir dali, foi um verdadeiro bombardeio contra o goleiro Domínguez, até que Vargas tabelou com Aranguíz e chutou. O arqueiro equatoriano espalmou e Lorenzetti, no rebote, marcou o segundo gol.

Para fechar com chave de ouro, o artilheiro do torneio deu um toque de classe ao triunfo. Aos 42 minutos, ele recebeu na entrada da área, passou por dois adversários e tocou com categoria na saída de Domínguez para festa dos 55 mil presentes no estádio Nacional.

(Com Agência Gazeta Press)