Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

UFC 148: Sonnen – quem diria – fez bem a Anderson Silva

Como a rivalidade com o americano motivou o brasileiro a melhorar ainda mais

Por Da Redação 8 jul 2012, 15h55

Restava apenas uma interrogação em todo o currículo do brasileiro – justamente a luta que ele ganhou quase por milagre, a segundos de ser destronado. Por mais que não quisesse, teria de enfrentar Sonnen de novo

Anderson Silva conquistou o status de melhor lutador de MMA do planeta num período de dois anos, entre 2006 e 2008, com uma impressionante sequência de vitórias. Em suas sete primeiras lutas no UFC, o brasileiro ganhou quatro no primeiro round e três no segundo, contra rivais como Dan Henderson, Rich Franklin e Nate Marquardt. Depois de atingir o auge, Anderson emendou uma série de combates atípicos. Ganhou de Patrick Cote graças a uma contusão do rival, precisou da decisão dos juízes para bater Thales Leites e, em abril de 2010, fez sua luta mais controversa, contra Demian Maia. Sem foco e com uma postura quase desleixada no octógono, foi vaiado ao ganhar por pontos – apesar de ter tido a chance de nocautear o oponente no começo da luta. Precisando de uma boa exibição para apagar a imagem ruim do duelo com Demian, encarou o americano Chael Sonnen pela primeira vez em 7 de agosto de 2010. E esse foi o início de um longo processo que terminou com Anderson ainda melhor, ainda mais forte – e num patamar ainda mais distante de seus adversários. Ironicamente, o chato Sonnen, o arquirrival que não deixou o campeão em paz até ganhar uma revanche, fez bem para o brasileiro.

Leia também:

Leia também: Anderson cumpre sua promessa e espanca Chael Sonnen

Leia também:

Leia também: ‘É impossível ganhar de Anderson Silva’, diz Júnior Cigano

Ao prometer “quebrar todos os dentes” do oponente numa entrevista

o evento mais rentável da história da franquia

Continua após a publicidade

Para cumprir a promessa de varrer Sonnen do caminho

Leia também:

Nas lutas, Anderson Silva e Chael Sonnen invertem papéis

Antes de Anderson x Sonnen, 9 grandes rivalidades das lutas

No auge da popularidade, o MMA vai dando adeus a suas lendas

‘Eu apanhei de Júnior Cigano. Mas quero minha revanche’

Feira Fan Expo coloca torcedores em contato com seus ídolos

Continua após a publicidade
Publicidade