Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tóquio anuncia corte de 10% nos custos da Olimpíada de 2020

Para evitar usar dinheiro público, comitê organizador reduziu a verba para US$ 12,6 bilhões, US$ 1,4 bi a menos do que no plano original

O comitê organizador da Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio-2020 anunciou nesta sexta-feira um corte de 10% no orçamento do evento em relação à versão inicial proposta. O custo proposto agora será de 12,6 bilhões de dólares (420,1 bilhões de reais), 1,4 bilhões de dólares a menos que a primeira versão.

Os cortes afetarão os sistemas de transporte e as construções temporárias das instalações esportivas e de outras infraestruturas. A decisão foi tomada como um esforço das partes para evitar recorrer a dinheiro público, explicou o comitê organizador em comunicado.

“Estas economias refletem o esforço sustentável de todos os parceiros envolvidos na organização para evitar o uso de recursos públicos. Daqui em diante, Tóquio-2020 continuará buscando redução de custos, em particular na área de operações do evento, transporte, acomodação e segurança”, disse o comunicado emitido pelo comitê organizador.

Os organizadores anunciaram ainda que por esta nova versão do orçamento o total destinado ao comitê organizador será de 5,6 bilhões de dólares (18,6 bilhões de reais) e 7 bilhões de dólares (23,3 bilhões de reais) para outras entidades.