Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Título do Paulista é legado e obsessão de Leão no Tricolor

Por Da Redação 8 fev 2012, 08h45

A última vez em que o São Paulo conquistou o Campeonato Paulista foi em 2005, com Emerson Leão no comando técnico. Sete anos depois, o treinador tem novamente como objetivo a conquista exatamente daquilo que deixou como legado no Tricolor paulista: a glória estadual.

O time obteve quatro vitórias e um empate na edição de 2012 e lidera a tabela de classificação com 13 pontos conquistados, mesmo número de Paulista de Jundiaí e Corinthians, que vêm logo na sequência. A classificação entre os oito primeiros e o título da competição é o grande objetivo de Leão, que fez questão de valorizar a disputa.

‘Você só vê a dimensão de quanto vale um Paulista quando vence. Se eu deixei um legado aqui foi o título paulista. Isso é importante pra mim e, também no retorno, quero conquistar. A missão é respeitar os pequenos e trabalhar como grandes’, afirmou o treinador que, em abril de 2005, abandonou o clube durante a disputa da Libertadores para assumir o Vissel Kobe, do Japão. Leão seria demitido quatro partidas depois, mas o Tricolor acabaria sendo tricampeão continental.

Na visão do treinador, times pequenos como o Comercial, adversário da próxima quinta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Morumbi, devem ser respeitados. Isso porque os atletas desses clubes utilizam o Paulistão como uma vitrine. O próprio Leão se utilizou dessa artimanha, em 1969, para deixar o time de Ribeirão Preto e assumir o gol do Palmeiras.

‘O atleta que vai bem em um clube pequeno é visto pelo país todo, o que aumenta a chance de uma transação para um clube maior, seja do Campeonato Mineiro, do Carioca ou até do Paulista. O Estadual não pode ser considerado apenas com uma preparação para o Brasileiro, mas como uma vitrine para todo o ano’, encerrou o treinador.

Continua após a publicidade
Publicidade