Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite desmente discussão, mas admite problema interno com Adriano

O tempo, e não Tite, é que dirá o que de verdade ocorreu durante a semana para que o treinador barrasse Adriano de última hora para a partida contra o Guarani. Ao final da partida com o time campineiro, o comandante corintiano negou algumas das teses que se criaram para justificar sua atitude, contudo reconheceu que há algo além do que foi explicado de maneira oficial na entrevista de sexta-feira à noite.

‘Sim, é um dilema. Entendo o trabalho de vocês (jornalistas). Talvez eu fizesse o mesmo. Mas tenho responsabilidade e não vou expor. Não vou expor porque sei da grandeza do clube. Seria muito fácil. Mas tenho respeito para resolver os problemas de forma interna. Não gosto de expor, não’, disse Tite, que de novo preferiu não se estender nos comentários a respeito do assunto pôlemico.

Entre os boatos levantados desde sexta-feira à noite, um deles era de que Adriano havia discutido com Tite ao saber que não iria para a partida. Outra relacionava o corte a uma recusa do atacante em se pesar com o restante do elenco. Sem confirmá-los, o comandante corintiano deixou o tema de lado com claro ar de decepção.

‘Quero estar em paz comigo mesmo. Não ser o dono da verdade, de nada. Quero que o torcedor corintiano olhe para mim e saiba que eu posso errar, mas que sou correto, não sacaneio ninguém’, explicou, admitindo pela última vez sua insatisfação pelo problema com o centroavante. ‘Quando há problema, a gente não fica contente. Eu queria que isso tivesse outro encaminhamento, outra situação’.

A diretoria de futebol do clube mantém discurso oficial de que Adriano foi afastado por não ter se aplicado como deveria durante a semana, porém ele seguirá normalmente a programação de trabalhos no CT Joaquim Grava. Homem forte do futebol, Roberto de Andrade repetiu ainda que o vínculo com o camisa 10 vence em 30 de junho deste ano e será respeitado.