Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Talismã do Botafogo, Caio mostra gratidão a Oswaldo de Oliveira

Por Da Redação 31 jan 2012, 13h57

Ele foi considerado um talismã alvinegro em 2010 após se destacar no Campeonato Carioca daquele ano. Na temporada passada, Caio não conseguiu mostrar o bom futebol, caiu de produção e ficou próximo de deixar o clube. Mas com a chegada de um novo comandante para o Botafogo, Caio ganhou confiança para mostrar trabalho. Agora, o atacante mostra admiração por Oswaldo de Oliveira e quer esquecer o passado para provar que pode ser útil ao time.

‘O Oswaldo é um cara que eu já admiro só por querer a minha presença no elenco. Para mim isso é maravilhoso. É um técnico inteligente, que sabe muitas coisas, rodado. Hoje, minha principal motivação é ajudá-lo. É um cara que vem fazendo muito por mim’, elogiou, após o primeiro mês de convivência com o novo comandante.

O atacante também esclareceu os motivos de ter ficado próximo ao Grêmio e Vitória na temporada passada. ‘A diretoria do Botafogo nunca quis a minha saída e poucas pessoas sabem disso. Essa vontade de sair era minha, um desejo meu. Eu queria respirar novos ares. Algumas propostas apareceram, mas os dirigentes não acharam que a minha saída seria a solução’, explicou.

No último domingo, no empate contra o Nova Iguaçu em Moça Bonita, Caio foi aplaudido pelos torcedores ao entrar em campo, fato que motivou ainda mais o xodó alvinegro a trabalhar duro nesta temporada. ‘Quando fui entrar a torcida vibrou. Eles sempre tiveram um carinho enorme por mim, e eu só penso em ajudar o Botafogo e retribuir com gols’, garantiu. O atacante vai lutar para retribuir o apoio da torcida às 17 horas (de Brasília) desta quinta-feira, quando o Botafogo viaja para enfrentar o Madureira.

Continua após a publicidade
Publicidade