Clique e assine a partir de 9,90/mês

Talismã do Botafogo, Caio mostra gratidão a Oswaldo de Oliveira

Por Da Redação - 31 jan 2012, 13h57

Ele foi considerado um talismã alvinegro em 2010 após se destacar no Campeonato Carioca daquele ano. Na temporada passada, Caio não conseguiu mostrar o bom futebol, caiu de produção e ficou próximo de deixar o clube. Mas com a chegada de um novo comandante para o Botafogo, Caio ganhou confiança para mostrar trabalho. Agora, o atacante mostra admiração por Oswaldo de Oliveira e quer esquecer o passado para provar que pode ser útil ao time.

‘O Oswaldo é um cara que eu já admiro só por querer a minha presença no elenco. Para mim isso é maravilhoso. É um técnico inteligente, que sabe muitas coisas, rodado. Hoje, minha principal motivação é ajudá-lo. É um cara que vem fazendo muito por mim’, elogiou, após o primeiro mês de convivência com o novo comandante.

O atacante também esclareceu os motivos de ter ficado próximo ao Grêmio e Vitória na temporada passada. ‘A diretoria do Botafogo nunca quis a minha saída e poucas pessoas sabem disso. Essa vontade de sair era minha, um desejo meu. Eu queria respirar novos ares. Algumas propostas apareceram, mas os dirigentes não acharam que a minha saída seria a solução’, explicou.

No último domingo, no empate contra o Nova Iguaçu em Moça Bonita, Caio foi aplaudido pelos torcedores ao entrar em campo, fato que motivou ainda mais o xodó alvinegro a trabalhar duro nesta temporada. ‘Quando fui entrar a torcida vibrou. Eles sempre tiveram um carinho enorme por mim, e eu só penso em ajudar o Botafogo e retribuir com gols’, garantiu. O atacante vai lutar para retribuir o apoio da torcida às 17 horas (de Brasília) desta quinta-feira, quando o Botafogo viaja para enfrentar o Madureira.

Publicidade