Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sob ameaça, Rio Branco desiste de disputar a Série C

Por AE

Rio Branco – Sob a ameaça da CBF de ser desfiliado, a direção do Rio Branco-AC não vai mais insistir, na Justiça Comum, para ser reintegrado à Série C do Campeonato Brasileiro. A expectativa agora é que a decisão seja oficializada ainda nesta quarta-feira, para que a CBF possa reiniciar as disputas do Grupo E, suspensas na semana passada.

O Rio Branco desistiu de brigar pela vaga depois que a Justiça do Rio de Janeiro determinou à CBF a paralisação da fase final da Série C. A decisão voltou a bagunçar a tabela do campeonato, que não teve no final de semana o confronto entre Rio Branco e América-RN, inicialmente marcado para sábado.

A decisão não excluía o Rio Branco da Série C, como também não o colocava na disputa da fase final. Agora, com a desistência, cabe à CBF definir se o campeonato seguirá com um clube a menos, ou o Luverdense-MT estará novamente brigando para conquistar o acesso à Série B da próxima temporada.

A decisão tomada pela direção do Rio Branco contou com o apoio do governador do Acre, Tião Viana. Todos chegaram à conclusão que já foi gerado um grande desgaste jurídico e não há perspectiva de vitória na Justiça Desportiva. “Vamos cumprir nossos compromissos e pensar na próxima temporada”, confirmou o presidente do clube, Natal Xavier.

Ainda não se sabe se o Rio Branco será apenas eliminado da Série C ou se perderá sua vaga na disputa do próximo ano. Neste caso, seria rebaixado para a Série D, favorecendo o Araguaína-TO, que seria mantido na Série C.

A confusão começou quando o Rio Branco, apoio pelo governo estadual, recorreu à Justiça Comum para mandar seus jogos na Arena da Floresta, estádio vetado pelo Ministério Público Estadual. O time liderou o Grupo A, mas acabou sendo penalizado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Durante a disputa, liminares promoveram cancelamentos, mudanças de tabelas e de clubes.