Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sem vencer no Nacional, Flamengo tenta agilizar chegada de reforços

Os dois empates no Campeonato Brasileiro deixaram a torcida do Flamengo muito irritada. Afinal de contas, o time ficou cerca de um mês sem jogar por conta das eliminações precoces no Campeonato Carioca e na Copa Libertadores da América. A pressão sobre os jogadores e o técnico Joel Santana aumentou consideravelmente assim que o árbitro apitou o fim dos 3 a 3 com o Internacional, no último sábado, quando o Rubro-Negro chegou a estar ganhando por 3 a 1, dentro de casa. Ciente de que o plantel possui muitas carências, a diretoria trabalha no sentido de agilizar o mais rapidamente possível a chegada de reforços.

A prioridade continua sendo a lateral-esquerda. Com a liberação de Júnior César, que já acertou sua transferência para o Atlético-MG, onde já foi apresentado, o Flamengo conta em seu plantel apenas com Magal e Rodrigo Alvim nesta posição. O primeiro é visto por Joel Santana como uma opção para compor o elenco, sendo preparado para no futuro assumir a titularidade. Já Alvim não parece fazer mais parte dos planos da comissão técnica, tanto que até nos treinos, quando Magal não pode trabalhar, algum nome é improvisado no setor.

O jogador com quem a diretoria do Flamengo vem negociando é Ramon, que vem sendo pouco aproveitado no Corinthians. Os dirigentes do Rubro-Negro acertaram as bases salariais com representantes do jogador, mas o que pode atrapalhar é o fato de o técnico do Timão, Tite, só pretender liberar o atleta quando encerrar a participação do clube na Libertadores. Como isso pode se estender até julho, caso os corintianos consigam chegar à decisão, a situação pode complicar os planos dos flamenguistas, que têm pressa.

Mais simples parece ser a situação do atacante Hernane, que é ligado ao Mogi Mirim e foi vice-artilheiro do Campeonato Paulista, com 16 gols. O jogador já acertou os salários com o Flamengo e deverá ser apresentado até o fim da semana.