Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sem tantas chances como queria, Rivaldo agradece torcida são-paulina

O São Paulo lançou através de seu site oficial e suas redes sociais a mensagem ‘Obrigado Rival10!’ e a última entrevista do meia ainda como atleta do clube. Embora lamente a falta de títulos e até de tantas oportunidades como gostaria para mostrar seu futebol, o melhor jogador do mundo de 1999 sai com o carinho da torcida como trunfo neste ano no Tricolor.

‘Um abraço para todos da torcida tricolor que me apoiou em todo o ano, me incentivando para eu jogar. Não tive muitas e muitas oportunidades como a torcida e eu queríamos’, falou o atleta que, mesmo poucas vezes escalado como titular, exalta que ficou em quinto na artilharia da equipe no Brasileiro – marcou cinco gols, atrás de Lucas, com nove, Dagoberto, com oito, e Cícero e Luis Fabiano, com seis.

‘A tristeza é não ter conseguido título, que era o meu objetivo no São Paulo. Em todos os clubes por que passei, tive a felicidade de conseguir um. Mas sou uma pessoa feliz por ter passado por um clube vitorioso. Foi um ano muito importante’, celebrou o veterano, que procura uma equipe para encerrar sua carreira no final de 2012.

Embora admita a frustração por não ter mostrado tudo o que queria com a camisa 10 do Tricolor, Rivaldo até ganhou um quadro personalizado da diretoria e chega a agradecer Rogério Ceni por tê-lo chamado para o clube em janeiro. ‘Sou uma pessoa feliz. Uma coisa muito boa que aconteceu na minha vida foi ser contratado pelo São Paulo, ter aceitado o convite do Rogério’, comentou.

‘O São Paulo agora faz parte da minha história, da minha vida. Com 38 anos, ir para um clube vitorioso como é o São Paulo, campeão mundial, com uma torcida enorme… Sou muito feliz, muito grato a Deus por ter aparecido essa oportunidade. O importante é que o São Paulo ficou agora memorizado no meu coração’, encerrou o atleta que fará 40 anos em abril.