Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Sem Beckham, PSG quer Kaká, Pato, Hulk, Damião…

Clube mira artilharia nos brasileiros e tem 61,5 milhões de euros para ter Kaká e Pato

Por Da Redação - 3 jan 2012, 14h41

O diretor esportivo do Paris Saint-Germain, o brasileiro Leonardo, anunciou nesta terça-feira que o clube desistiu de David Beckham mas continua de olho no atacante Alexandre Pato (do Milan) e no meia Kaká (Real Madrid). O PSG, comprado em agosto pelo fundo Qatar Sports Investments (QSI), estaria disposto a desembolsar cerca de 61,5 milhões de euros (cerca de 149 milhões de reais) pelos dois brasileiros, segundo uma fonte ligada ao clube.

A equipe se dispõe a gastar até 38 milhões de euros (92 milhões de reais) para ter Pato, que recentemente teve problemas com o técnico Massimilliano Allegri. O jogador de 22 anos, namorado da filha de Silvio Berlusconi, dono do Milan, onde joga desde 2007, marcou três gols na última temporada.

O Paris Saint-Germain também quer Kaká e desembolsaria 23,5 milhões de euros (aproximadamente 57 milhões de reais). Mas neste caso o técnico do Real Madrid, José Mourinho, não quer abrir mão do atleta, apesar de o jogador ainda não ter lugar garantido na equipe que defende desde 2009. Além deles, a imprensa francesa também diz que o PSG tem interesse pelos atacantes Hulk (Porto) e Leandro Damião (Internacional-RS).

“Estamos um pouco decepcionados pelo fato de Beckham não ter aceitado jogar conosco”, afirmou o presidente da QSI, Nasser Al Khelaifi. Leonardo explicou que a decisão do meia inglês de 36 anos, que encerrou o contrato com a equipe americana do Los Angeles Galaxy em 31 de dezembro, foi motivada por “questões familiares”. “É uma pena, mas o bem-estar da sua família em Los Angeles, a vontade de não mudar tudo em sua vida pessoal, acabaram pesando muito.”

Publicidade

De acordo com os jornais franceses L’Equipe e Le Parisien, o clube teria oferecido ao jogador um salário de 800.000 euros por mês, um recorde para o Campeonato Francês, e sua apresentação já estava programada no Hôtel de Ville, de Paris, a sede da prefeitura da cidade. Mas a mulher do inglês, a ex-Spice Girl Victoria, preferiu permanecer em Los Angeles, para ficar longe da imprensa europeia de celebridades.

O PSG já investiu 85 milhões de euros em contratações, com jogadores como o meia argentino Javier Pastore (42 milhões de euros), o atacante Kevin Gameiro, o meia Jérémy Ménez, e o técnico italiano Carlo Ancelott. A meta é voltar a disputar a Liga dos Campeões.

(Com Agência France-Presse)

Publicidade