Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Seleção inicia preparação olímpica com inteligência contra lesões

A Seleção Brasileira masculina de basquete deu início na manhã desta quarta-feira aos treinos para os Jogos Olímpicos de Londres-2012 sabendo que tem pouco tempo até o dia 29 de julho, quando a equipe entra em quadra para enfrentar a Austrália em sua estreia na competição. Por isso, o técnico Rubén Magnano encurtará as etapas da preparação e prega inteligência no trabalho para evitar lesões, já que os atletas tiveram período curto de descanso após o fim da temporada.

O Brasil está no Grupo B das Olimpíadas de Londres, ao lado de Austrália, China, Espanha, a dona da casa Grã-Bretanha e uma seleção que ainda será definida no Pré-olímpico Mundial, disputado na Venezuela.

‘Nós temos que ser inteligentes em nosso trabalho para ir devagar, mas também não muito porque não temos tanto tempo, ir arrumando tudo, inteligentemente respeitando as condições de cada atleta’, afirmou o treinador argentino após o treino matinal desta quarta-feira, em São Paulo.Um dos motivos para a precaução de Magnano é a diferença do período de descanso entre os atletas de seu grupo. A equipe convocada para os treinamentos é composta por 12 jogadores, que atuam em três diferentes ligas – o Novo Basquete Brasil (NBB), a NBA e a Liga Espanhola -, e nem todos já se apresentaram à Seleção.

O pivô Tiago Splitter, que encerrou sua participação na NBA com o San Antonio Spurs na última semana, e o armador Marcelinho Huertas, que ainda disputa a final da Liga Espanhola pelo Barcelona, receberam permissão para integrar o grupo posteriormente.

‘Estamos tratando de arrumar as coisas passo a passo, mas é o que falei. Os jogadores abriram o trabalho cada um em uma condição diferente, é complicado. Ter 45 dias de treino não é mesmo que 70 dias, ou em um clube em que você fica dez meses com um time. Eles vão ter que fazer um curso acelerado de preparação de basquete’, explicou o treinador.A questão também preocupa os atletas, como o armador Leandrinho, que volta a integrar a Seleção após pedir dispensa do Pré-olímpico. O jogador do Indiana Pacers atuou pela última vez em 24 de maio, quando sua equipe foi eliminada nos playoffs da NBA pelo Miami Heat, finalista da liga norte-americana.

Com menos de 20 dias de férias, treinou antes mesmo que a maioria de seus companheiros. Na terça-feira, ele, Anderson Varejão e Nenê, que também atuam na NBA, e Guilherme Giovannoni foram à quadra para se exercitar enquanto Magnano comandava uma atividade exclusiva aos atletas convidados pela comissão técnica para acompanhar o período de treinamentos.

‘Nós temos bons fisioterapeutas e essa parte eles estão trabalhando muito forte, por isso até a gente fica dolorido no primeiro treino, mas faz parte. A gente está positivo que quando chegar o dia 29 a gente vai estar muito bem para encarar esses duelos’, avaliou Leandrinho.

Antes das Olimpíadas, o Brasil faz quatro torneios preparatórios e também enfrenta os Estados Unidos, em amistoso realizado em Washington. O primeiro desafio é entre os dias 26 e 28 de junho, em São Carlos, em uma competição que contará com Nigéria, Grécia e Nova Zelândia, equipes que disputam o Pré-olímpico Mundial da Venezuela.

A última etapa da preparação nacional para Londres-2012 ocorrerá na França, nos dias 21 e 22 de julho, em um torneio amistoso contra o time da casa e a Austrália.